UEL tem 11 projetos selecionados para o Prime 2022

UEL tem 11 projetos selecionados para o Prime 2022

Um em cada quatro projetos selecionados para a primeira fase do Programa Prime 2022, do governo estadual, é da Universidade Estadual de Londrina. Dos 40 selecionados, 11 são da UEL.

José de Arimathéia

Agência UEL


Um em cada quatro projetos selecionados para a primeira fase do Programa Prime 2022, do Governo Estadual, é da Universidade Estadual de Londrina. Dos 40 selecionados, 11 são da UEL. Os demais são de outras estaduais, federais tecnológicas e outras instituições, inclusive privadas, e proponentes independentes, mas todos necessariamente devem ter vínculo profissional ou acadêmico com instituição de Ensino Superior no Estado do Paraná.

O Prime (Propriedade Intelectual com foco no Mercado) é um programa da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) direcionado para a transformação do resultado de pesquisas acadêmicas em produtos com potencial de mercado. A proposta visa fomentar a inovação e a propriedade intelectual, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social paranaense.

Na avaliação do reitor da UEL, Sergio Carlos de Carvalho, o fato de que um quarto das propostas selecionadas seja da UEL é resultado do forte avanço na implementação de ações que levam à inovação. “Fomos a primeira universidade a aprovar uma política de inovação. Temos um grupo estruturado estudando as ações para a implementação da política de inovação, com ligação dos próprios pesquisadores associados à inovação, e temos uma agência de inovação que é destaque no estado e no Brasil e que agora será toda reformada em seu aspecto físico. Nós injetamos estrutura de pessoal dentro das difíceis possibilidades, mas temos professores envolvidos na própria agência e isto tudo gera um ambiente favorável”, afirma.

Fases

Os selecionados passarão por três fases de orientação, capacitação e assistência. A primeira fase do programa será composta por uma etapa que valorizará a capacitação. Nessa fase serão realizados 4 workshops de 2 horas cada e 1 sessão de orientação coletiva. Durante o período de capacitação e orientação coletiva, estarão abertas as inscrições para a segunda etapa do programa, aberta a todos os participantes da primeira, mas dos quais serão selecionados 20. A primeira fase terminará em 15 de junho.

A segunda etapa contempla a realização de 4 (quatro) workshops de 2 horas cada e 4 orientações coletivas de 1h30 cada, com convidados especiais para a apresentação de cases, experts, oportunidades de fomento, entre outros assuntos. Em paralelo, ocorrerá o Prime Mulher, com a realização de duas orientações coletivas de 2 horas cada, exclusivo para as pesquisadoras mulheres, integrantes dos 20 projetos selecionados. A orientação será realizada por convidadas especiais para a apresentação de cases. Acontecerão também duas sessões de consultoria para cada pesquisador, com a duração de duas horas cada. A etapa será concluída em 7 de setembro.

Os 5 pesquisadores vencedores receberão uma última sessão de consultoria, por equipe, com duração de 2 horas, para o aperfeiçoamento de Pitch (versão resumida do discurso de venda e descrição de produto ou serviço) sob a responsabilidade do Sebrae/PR. É o Demo Day, em 21 de setembro,  evento de encerramento que contemplará a apresentação das equipes vencedoras desta edição do programa.

Os 5 candidatos da edição em curso receberão um Certificado e uma Vaga para o Programa de Pré-Aceleração ou Pacote de Consultorias em Temáticas de Inovação e Mercado do Sebrae/PR em 2023. O resultado final estará disponível no site seti.pr.gov.br.

Abertura

O Governo do Estado transmitirá o painel online de abertura do programa de Propriedade Intelectual com foco no Mercado (Prime), neste dia 16, às 15h30, pelo link bit.ly/AberturaPrime2022. Nesta edição, 39 pesquisadores e empreendedores participam do programa de pré-aceleração. O professor Admilton Gonçalves de Oliveira Jr. (Departamento de Microbiologia/CCB) apresentará o painel de abertura, intitulado “Pesquisa aplicada e a importância da maturidade tecnológica para transferência de tecnologia universidade-empresa”.

Admilton explica que esta “maturidade” se refere a um conceito criado pela NASA (Agência Espacial Americana) na década de 70 para avaliar a maturidade técnica de uma determinada tecnologia, intitulado TRL (Technology Readiness Level), ou Níveis de Prontidão de Tecnologia. Prevê uma escala de 1 a 9 que vai do início do processo (pesquisa básica) até seu sucesso prático no mercado. “Significa trabalhar num conhecimento guiado para um uso validado, tanto no âmbito público quanto privado, ou seja, na academia e nas empresas”, diz o professor.

Finalista do Prime 2021, o professor Admilton afirma que o Programa é um divisor de águas, tanto para ele quanto para toda a sua equipe e colaboradores (pesquisadores), porque proporcionou um maior preparo e cuidado no desenvolvimento do projeto, com os treinamentos e orientações, todos fundamentais. “O Prime pavimentou melhor um caminho que a gente já trilhava”, ilustra.

PRIME Governo do Estado do Paraná
Divulgação
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também