Programas somam mais de 400 defesas de teses e dissertações em 2021

Programas somam mais de 400 defesas de teses e dissertações em 2021

Foram ao todo 119 teses de doutorado defendidas e 307 dissertações de mestrado.

Beatriz Botelho

Agência UEL


A Pró-reitoria de Pesquisa e Pós-graduação (PROPPG) fecha o ano de 2021 com o registro de 124 teses e de 320 dissertações concluídas, em programas de pós-graduação, mestrados e doutorados, respectivamente, com contribuições para a pesquisa do país em diversas áreas do conhecimento. A pós-graduação Lato sensu, com foco na formação profissional, também teve saldo expressivo: 718 estudantes concluíram os cursos de Especialização e ainda outros 198 as residências médicas e em saúde. Outros 26 estudantes finalizam ainda o mestrado profissional, fechando o saldo em 1386 pós-graduandos concluintes.

Para o pró-reitor de pesquisa e pós-graduação, Amauri Alfieri, mesmo em meio à pandemia da Covid-19 e o ensino remoto emergencial, os números se mantiveram relevantes. Segundo ele, no segundo semestre de 2020, devido ao cenário incerto, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) flexibilizou os prazos para defesas, ou seja, o tempo médio de titulação (TMT) – o que implicou diretamente na prorrogação de prazos para este ano.

Pró-reitor de pesquisa e pós-graduação, pesquisador e professor da UEL, Amauri Alfieri, destaca o potencial de pesquisa da Universidade (FOTO: Arquivo/COMUEL).

No último triênio, por exemplo, a média anual dos programas de da pós-graduação Stricto sensu foi de 185 teses e 535 dissertações concluídas. “Como as matrículas dos doutorandos e mestrandos têm se mantido estável, muito provavelmente retornaremos aos números históricos agora em 2022 com as defesas de teses e dissertações represadas em 2021”, afirma o pró-reitor.  

Amauri reitera que a produção científica e intelectual da instituição contribuem com o quantitativo e o qualitativo da produção global brasileira, no conhecimento científico, tecnológico e de inovação. Mas para que a pesquisa seja efetiva, ele defende que é preciso investimento ou haverá diminuição do potencial da pesquisa. “Não se faz ciência ou se gera novos conhecimentos sem recursos financeiros. Toda ciência tem custo”.

Ampliação da formação profissional

Mesmo com os diversos impactos vividos durante a pandemia, Amauri considera que houve ampliação no alcance dos cursos Lato sensu. Se antes as especializações da UEL tinham inserção local e regional muito forte, com as atividades remotas isso rompeu as fronteiras. “Hoje temos alunos matriculados em nossos cursos de especialização provenientes de várias regiões geográficas do Paraná e de vários estados brasileiros”, comenta. 

Outro destaque dado pelo pró-reitor é sobre as residências em saúde, que atuam na saúde única (one health), área foco atual das Organizações Mundial da Saúde (OMS), das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e Mundial de Saúde Animal (OIE). Os 200 profissionais se formaram com diferencial para o mercado de trabalho e tiveram contribuição intensa no Hospital Universitário (HU), no Hospital Veterinário (HV), na Clínica Odontológica Universitária (COU) e em Unidades Básicas de Saúde (UBS) de Londrina. 

Números da Pós-graduação na UEL

Segundo o UEL em Dados 2021, a Universidade tem 183 programas de pós-graduação, divididos da seguinte forma:

80 Programas (Strictu sensu).

47 Mestrados.

33 Doutorados.

103 Programas (Lato sensu).

32 Especialização presencial.

3 Especialização EAD.

68 Residência.

(FOTO/CAPA: Arquivo COM/UEL).

especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também