Fake news e eleições é tema de debate na próxima terça (7) no Anfiteatro do CLCH

Fake news e eleições é tema de debate na próxima terça (7) no Anfiteatro do CLCH

Encontro vai reunir pesquisadores da Comunicação e juiz eleitoral para discutir notícias falsas em ano eleitoral.

Com apoio da Coordenadoria de Comunicação Social (COM) e da Rádio UEL FM, a Rede Lume de Jornalistas promove, na próxima terça-feira (7), Dia Nacional da Liberdade de Imprensa, às 19 horas, o debate “Fake news e eleições – Como enfrentar os impactos da desinformação”. O encontro será no Anfiteatro Maior do Centro de Letras e Ciências Humanas (CLCH) e será transmitido ao vivo pelo canal do YouTube UEL Oficial e pela UEL FM (107,9 MHz e no aplicativo da emissora).

Participam o juiz da 41ª Zona Eleitoral de Londrina, Maurício Boer; o jornalista especializado em política e professor do Departamento de Comunicação Fábio Silveira; a jornalista mestra em Ciência da Informação Ana Paula Nascimento; e o advogado e representante da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) – Subseção Londrina, Arthur Strozzi. O debate será mediado pela jornalista Cecília França, da Rede Lume. A entrada é gratuita e o público poderá fazer perguntas para os convidados.

Em entrevista à Rádio UEL FM, Cecília França explicou que a Rede Lume nasceu em 2019, com o objetivo de fazer jornalismo independente, com foco em direitos humanos e diversidade. “Temos diversos colunistas que refletem essa diversidade que buscamos”, comentou Cecília, que compartilha o projeto da Lume com os jornalistas Mariana Guerin e Nelson Bortolin. Segundo ela, a Rede não tem o objetivo de ser voz de ninguém, de nenhum grupo ou pessoa, nem sequer dar a voz. “Entendemos que todas as pessoas têm as suas vozes, mas muitas são silenciadas. O que buscamos é amplificar essas vozes oprimidas dentro da sociedade de estrutura patriarcal e preconceituosa como a nossa.”

Debate sobre fake news e eleições será nesta terça (7) e vai reunir jornalistas, advogado e juiz.
Divulgação

Cecília esclarece que a Rede Lume atua de forma independente, sem verbas publicitárias e que, por isso, conta com leitores e apoiadores, por meio de financiamento coletivo, para manter o trabalho. Segundo ela, a ideia do debate sobre fake news surgiu da necessidade de oferecer informação de qualidade. “As notícias falsas impactaram demais o debate eleitoral de 2018 e houve um agravamento desse fenômeno desde então. Vamos mostrar o que tem sido feito para combater e também ajudar a identificar as fake news”. Por isso, segundo ela, a presença de representantes da Justiça Eleitoral e da OAB, além dos jornalistas convidados.

“Se conseguirmos que alguns dos participantes ao receber uma informação se questionem sobre sua veracidade já teremos conseguido atingir, em grande parte, nosso objetivo”, acredita Cecília. Ela convida estudantes, professores, funcionários, além da comunidade externa. Destaca, ainda, que a iniciativa busca fortalecer o jornalismo ético e de qualidade. O debate conta também com apoio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais Norte do Paraná e do Portal Verdade.

Tecnologia como mediação

Ana Paula Nascimento, formada em jornalismo pela UEL, concluiu, recentemente, o mestrado em Ciência da Informação na instituição. No debate, ela vai apontar as diferenças entre desinformação e fake news. Fábio Silveira está fazendo pós-doutorado no Programa Pós-Graduação em Comunicação da UEL, justamente estudando fake news. Ele explica que o fenômeno é de difícil conceituação, com muitas pesquisas em andamento, e a imprensa, um dos setores atingidos. O jornalista pretende fazer uma reflexão sobre verdade e mentira no jornalismo e na política. “A questão não é nova. O que muda é a sociedade mediada pela tecnologia”, esclarece.

Nesta semana, a Rádio UEL apresentou duas reportagens sobre o debate, com entrevistas de Cecília, Ana Paula e Fábio. Confira a entrevista com Cecilia França, da Rede Lume:

Abaixo, ouça também a entrevista completa com os pesquisadores Ana Paula e Fábio Silveira:

Já a campanha de financiamento coletivo que está no ar para a Rede Lume busca contratar um designer e modernizar a página do projeto, com o objetivo de melhorar a experiência do leitor. O site é editado pelos três jornalistas da Lume e conta com sete colunistas.

Serviço

Debate “Fake news e eleições – como enfrentar os impactos da desinformação”;

Terça, 7 de junho, Dia Nacional da Liberdade de Imprensa;

Às 19 horas, no anfiteatro maior do Centro de Letras e Ciências Humanas (CLCH);

Também com transmissão ao vivo pelo canal do YouTube UEL Oficial e pela UEL FM (107,9 MHz e no aplicativo da emissora).

especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também