Novas tecnologias e letramento são temas de publicações lançadas pelo Departamento de Letras

Novas tecnologias e letramento são temas de publicações lançadas pelo Departamento de Letras

As duas publicações, organizadas pela professora Eliana Ruiz, podem ser baixadas gratuitamente.

Vitor Struck

Agência UEL


Com o objetivo de incentivar a escrita acadêmica, aprofundar o processo de aprendizagem e levar adiante o conhecimento produzido no Departamento de Letras, duas publicações foram lançadas ao longo do mês de agosto, reunindo artigos e projetos de ensino produzidos por alunos de graduação e pós-graduação da UEL. As duas publicações, que podem ser baixadas gratuitamente e foram organizadas pela professora do Departamento de Letras Eliana Donaio Ruiz.

Publicado pela editora Pedro & João, o livro “Tecnologias Digitais, Linguagens e Escola” traz uma coletânea de oito artigos produzidos por 14 alunos do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem (PPGel), que já atuam como professores da Educação Básica nas redes pública e privada, e no Ensino Superior. Fruto do trabalho desenvolvido na disciplina que dá nome à publicação, as discussões buscam problematizar aspectos relevantes das práticas docentes na educação linguística, em meio ao contexto de inserção de novas tecnologias na educação.

De acordo com a professora Eliana Donaio Ruiz, estudar com a perspectiva de publicar o resultado das discussões de sala de aula em um livro é um processo de aprendizagem muito eficaz, no que diz respeito à formação de um pensamento crítico sobre as estratégias de produção do texto escrito. “Não é para ser apenas uma avaliação dentro da disciplina. É um projeto de letramento. Os alunos escrevem para, de fato, publicar algo significativo para eles e para a academia. São textos reais, vivos, não apenas trabalhos para se ganhar nota. Então, fazemos uma orientação, indicamos e discutimos a bibliografia e depois eles levam para socializar na sala de aula. Novamente, realizamos uma intervenção bastante densa e, quando chegamos à última versão, também faço alguns comentários”, diz.

Multiletramento

Com base na mesma lógica, o livro “Projetos de (multi)letramento em práticas situadas: propostas para sala de aula”, cujo e-book foi lançado pela editora londrinense Madrepérola, traz doze artigos assinados por 24 alunos do 4º ano de graduação em Letras da UEL, atuais formandos. Nessa publicação, os estudantes abordam temas como abuso de álcool e outras drogas; conscientização sobre o enfrentamento à violência contra a mulher; Transtorno do Espectro do Autismo (TEA); além do impacto da publicidade em bairros pequenos e racismo.

“Cada capítulo aborda uma realidade escolar própria, com uma proposta para o ensino de um gênero textual significativo para os aprendizes. Aqui, a diferença é que os graduandos ainda não são professores atuantes e não possuem a mesma experiência que alunos da pós-graduação. Estão pondo em prática sua capacidade docente, com planos de ensino de redação transformadores, que é o que chamamos de projetos de letramento“, explica Ruiz. O livro traz, ainda, em cada capítulo, um link para um pitch, que é um vídeo de apresentação do trabalho no YouTube.

Sedata 2022

Dentre as duas publicações, apenas “Tecnologias Digitais, Linguagens e Escola” pode ser encontrada também em versão física. O lançamento de ambos os livros faz parte da programação do XXI Seminário de Dissertações e Teses em Andamento (Sedata) 2022, evento do programa do curso de pós-graduação.

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também