Museu Histórico de Londrina comemora cinquentenário com atividades virtuais

Museu Histórico de Londrina comemora cinquentenário com atividades virtuais

A fundação data de 1970 e sua estrutura funcionava nos porões do Colégio Hugo Simas. Em 1974, passou a ser órgão suplementar da UEL.

O Museu Histórico de Londrina, mantido pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), completa 50 anos na próxima sexta-feira (18), com uma programação virtual por causa da pandemia de COVID-19. O selo do cinquentenário foi lançado no dia 13 de março e marcou o início das atividades comemorativas, mas a programação teve de ser redirecionada para as atividades remotas.

A diretora do Museu, Edméia Ribeiro, explica que a equipe do Museu está produzindo uma série de materiais para marcar a data que são disponibilizados pelas redes sociais da instituição. A partir do próprio acervo, peças gráficas e audiovisuais apresentam personagens importantes; os primórdios da fundação do museu, entrevistas com colaboradores, depoimentos de autoridades e, também, sobre os funcionários e diretores do museu.

A produção comemorativa ao cinquentenário do Museu Histórico pode ser acessada pelas redes sociais da Instituição. Para ter acesso ao site do Museu, CLIQUE AQUI. Também é possível acessar as páginas do Museu nas redes sociais – CONFIRA – ou AQUI. “O destaque dos vídeos será para a sua criação, sua evolução e outros aspectos da história do Museu”, afirma Edméia Ribeiro.

(FOTO: Arquivo/COM/UEL)

Desde o final de março, com a limitação das atividades presenciais por causa do coronavírus, o Museu intensificou um processo de digitalização do seu acervo para consulta on line. Ela destaca, também, a série Acervos para a qual foram produzidos materiais sobre a coleção do fotógrafo José Juliane, da Rede Ferroviária e cartões postais com as coleções de objetos tridimensionais (coleções de porcelana, rádio e lamparina).

Também como parte do cinquentenário, a diretora destaca os recursos de R$ 350 mil, disponibilizados pelo governo do Estado, para revitalizar as instalações elétricas da instituição e recursos do Ministério Público para a revitalização da manobreira, que está no pátio do Museu. Manobreira é uma locomotiva usada para realizar manobras ferroviárias, em operação de transportes.

Outra atividade que marca os 50 anos é a 14ª Primavera dos Museus, com o tema “Mundo Digital: Museus em transformação”. O evento ocorre de 21 a 25 de setembro e o tema é definido pelo Instituto Brasileiro de Museus (IBRAM), órgão vinculado ao Ministério do Turismo. “Cada instituição organiza o seu evento”, comenta a diretora. Em Londrina, a programação é organizada pelo Museu Histórico em parceria com o Museu de Arte e a Unifil.

(Divulgação/Museu Histórico)

Museu preserva história de Londrina e região

A fundação do Museu Histórico de Londrina data de 1970 e sua estrutura funcionava nos porões do Colégio Hugo Simas. Em 1974, passou a ser órgão suplementar da UEL. Em 1984, foi assinado convênio da UEL com a Prefeitura de Londrina para instalação do museu no prédio da antiga Estação Ferroviária. A instituição passou a ocupar uma área de 2.670 m² construídos, em um terreno de 11.973m². A inauguração do Museu, onde está até hoje, foi no dia 10 de dezembro de 1986.

Acervo – Atualmente, a instituição conta com Galeria Histórica; Galeria de Mostra Temporária; Setor de Biblioteca e Documentação. Juntos esses espaços tem cerca de 250 mil itens. O Setor de Imagem e Som conta mais de 700 mil artigos entre fotografias, negativos, vídeo e áudio. Já o Setor Tridimensional tem 8.100 objetos. “O Museu Histórico vem, cada dia mais, tornando-se um importante espaço de ação cultural”, afirma Edméia Ribeiro. Ela elenca que em 2019, o museu sediou 42 eventos, com um total de 9.500 pessoas.  O Museu Histórico fica na Rua Benjamin Constant, nº 900, Centro.

Confira AQUI vídeo produzido pela equipe do Museu Histórico de Londrina.

banner mestrado
banner-03
previous arrow
next arrow
Leia também