Painel virtual discute museus universitários e centros de memórias no Paraná

Painel virtual discute museus universitários e centros de memórias no Paraná

Evento vai reunir gestores dos museus universitários e centros de memórias. Objetivo é articular atuar em rede para benefício dos espaços.

Na próxima segunda, dia 21, ocorre o painel virtual “O espaço dos museus universitários e as perspectivas no pós-pandemia”, às 14h30. O encontro, organizado pelo Fórum Permanente de Discussões dos Museus Universitários, reúne representantes das Instituições de Ensino Superior do Paraná (IEES), gestores dos museus universitários e centros de memórias com o objetivo de articular demandas e atuar em rede para benefício dos espaços museais.

O encontro virtual do dia 21 recebe a professora Andreia Siqueira D’Alessandri Forti, da Universidade Estadual do Paraná (UNESPAR), e também conta com a participação do assessor para Museus e Cultura da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI), Renê Wagner Ramos, como moderador; do professor Niltonci Batista Chaves, da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e da museóloga Ana Luisa de Mello Nascimento, da Universidade Federal do Paraná (UFPR). O evento será transmitido pelo canal do YouTube da Universidade Virtual do Paraná (UVPR)Confira.

(Divulgação).

A diretora do Museu Histórico de Londrina Padre Carlos Weiss e professora do Departamento de História da UEL, Edmeia Ribeiro, comenta com expectativas o início das reuniões do grupo, que já se articula há um ano. “Com essa articulação dando resultados, não trabalharemos sozinhos daqui em diante. Por sermos todos membros de instituições com demandas muito parecidas, será bastante proveitoso.”

Encontros temáticos

Os painéis virtuais do Fórum Permanente de Discussões de Museus Universitários vão tratar, em cada encontro, de um tema específico, sempre com relação à articulação possível entre os museus e centros de memórias. “Em outra oportunidade, serão chamados outros representantes das instituições do Paraná”, ressaltou. Entre os assuntos abordados, estarão a rotatividade de exposições, questões de financiamento e crescimento dos museus e centros de memória no Paraná.

Com o aprofundamento das discussões, alguns temas já tratados há alguns meses devem ser concluídos. Uma das expectativas, segundo Edmeia, é o início das residências técnicas nos museus e centros de memórias do estado. “Importante ressaltar que a discussão partiu da SETI, por meio do representante (Ramos). É muito bom saber que há essa preocupação internamente na gestão”, finaliza.

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também