Museu Histórico recebe 250 gravuras de renomados artistas

Museu Histórico recebe 250 gravuras de renomados artistas

Coleção contém gravuras de artistas como Lasar Segall, Maria Bonomi, Rubem Grilo, Emanoel Araújo, Orlando da Silva e Vera Salamanca.

O Museu Histórico de Londrina, órgão suplementar da UEL, recebeu do colecionador e jornalista Edilson Pereira a doação de 90% de sua coleção de gravuras. A doação foi formalizada em fevereiro. Ao todo, são 250 obras, produzidas a partir de várias técnicas, entre elas a linotipia, a litografia e a xilogravura. A coleção contém gravuras de artistas renomados, como Lasar Segall, Maria Bonomi, Rubem Grilo, Emanoel Araújo, Orlando da Silva, Vera Salamanca, Dorel Valença e muitos outros.

Segundo a diretora do Museu Histórico, Edméia Ribeiro, a coleção é um excelente acréscimo para o acervo do Museu, que possui mais de 1,3 milhões de itens. “É uma grande oportunidade que o Museu terá de mostrar a beleza dessas gravuras e a competência desses artistas. Eu considero essa coleção uma riqueza em termos culturais para aqueles que apreciam a arte”, declara.

Diretora do Museu Histórico, Edmeia Ribeiro, destaca a realização de exposição com o conjunto das obras.

Para formar e manter a qualidade da coleção, Edilson usou como base o livro “Gravura – Arte Brasileira do Século XX”, de Leon Kossovitch e Mayra Laudanna. As aquisições foram feitas das mais variadas formas: visitou galerias e comprou pessoalmente de artistas, mas também recebeu muitas obras de presente depois de entrar em contato com os próprios autores. Além disso, 50 das obras de linotipias e xilogravuras foram produzidas pelo próprio Edilson, entre 1998 e 2004.

De acordo com o colecionador, o objetivo sempre foi doar as gravuras, buscando proporcionar alguma contribuição para a coletividade. Após dez meses de contatos, foi decidido, com a ajuda do jornalista João Arruda, curador e representante legal da coleção, que as obras ficariam em Londrina, onde Edilson morou por 10 anos.

Exposição com 41 xilogravuras

A coleção está dividida em 14 lotes, identificados por autores individuais ou grupo de gravuristas, a fim de facilitar a catalogação e a organização das exposições periódicas previstas na parceria firmada com o Museu. Com esse planejamento, Edméia afirma que há um preparo para exibir até o mês de abril parte do material recebido.

Levando o título de “Coleção Edilson Pereira”, inicialmente serão expostas 41 xilogravuras do pintor e gravurista Lasar Segall em uma das três galerias temporárias do Museu. As obras, impressas post-mortem (pós-morte), fizeram parte do 96º álbum do artista, editado em 1966 pelo Conselho Nacional de Cultura, do Ministério da Educação e Cultura, sob supervisão de sua esposa, Jenny Klabin Segall.

(*Estagiária na COM/UEL – sob supervisão da editora Mirian Peres da Cruz).

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também