UEL internacionaliza simpósio que aborda educação e infância. Inscrições até dia 4

UEL internacionaliza simpósio que aborda educação e infância. Inscrições até dia 4

Objetivo é divulgar os estudos de um grupo que atua na área de infância, educação e teoria crítica há cerca de 20 anos.

O 4º Simpósio Nacional da Infância, Educação e Teoria Crítica, promovido pelo Departamento de Educação, do Centro de Educação, Comunicação e Artes (CECA), tem uma novidade: a realização da primeira edição internacional do evento, cujo tema é “Critinfância: novas trilhas e sentidos para a educação da infância em tempos de resistência”. Os eventos serão realizados de 6 a 9 de outubro e as inscrições podem ser realizadas até 4 de outubro. O evento é gratuito, sem submissão de trabalhos. A transmissão será pelo canal CRITinfância, pelo Youtube.

A professora Marta Regina Furlan de Oliveira, do Departamento de Educação, afirma que o evento nacional e internacional reflete os estudos de um grupo que atua na área de infância, educação e teoria crítica há cerca de 20 anos. Nesse período foram realizados seminários nacionais. “O desafio para este ano foi essa possibilidade de ampliar os horizontes formativos, também, para olhares do campo internacional e, até mesmo, interdisciplinar”, afirma a professora, que divide a coordenação do evento com o professor Alex Sander da Silva, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC).

(Divulgação)

Para ela, a temática dos simpósios traz uma questão importante, principalmente no contexto da pandemia de COVID-19, causada pelo novo coronavírus, que também afeta as crianças, quando se trata do uso de instrumentos tecnológicos e recursos digitais no processo educacional. A professora Marta Furlan de Oliveira afirma que o debate passa ainda pela formação docente. Confira o áudio.

A programação do evento terá palestra, conferências e mesas redondas. A conferência de abertura será proferida pela professora Teresa Sarmento, da Universidade do Minho de Portugal. Ela falará sobre “O que fazemos com o que fazem conosco; trilhar caminhos em interação”. A atividade será no dia 6 de outubro, às 10 horas. Na programação internacional, há palestrantes da Argentina e do Peru. O programa completo do 4º Simpósio Nacional e do 1º Simpósio Nacional da Infância, Educação e Teoria Crítica pode ser conferido – AQUI.

A professora Marta Furlan de Oliveira afirma que muitas concepções se ocupam de pensar o processo educacional na infância a partir do conteúdo, do desenvolvimento motor, cognitivo. “Muitas vezes, a humanidade dessa criança acaba sendo fragilizada. Esse ser humano e a essencialidade acabam não sendo tão bem enfatizados. Às vezes, vemos uma criança com avanço no campo cognitivo, enquanto sua humanidade sofre perdas, principalmente na relação com o outro”. Para ela, a concepção crítica mostra que sociedade caninha para um processo de desumanização, naturalizando o que não pode ser naturalizado.

Marta Furlan de Oliveira destaca que a educação é um direito e – como direito – precisa da garantia de acesso. Nesse sentido, é preciso combater o processo de exclusão, valorizando-se a vida e o próprio processo democrático. Ela afirma que a prática educacional precisa de uma ação comprometida com a criança, abarcando os diferentes perfis na infância. “Independente das condições físicas, sociais e econômicas”. Confira o áudio.

O evento é uma organização do Grupo de Estudos e Pesquisas em Educação, Infância e Teoria Crítica (GEPEITC), do Departamento de Educação. O grupo é composto por estudantes do ensino médio; de pós-graduação (especialização/mestrado/doutorado); professores do cursos de Pedagogia e de Artes Visuais da UEL.

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também