Plantio da 49ª peroba homenageia profissionais da saúde e pacientes curados da COVID-19

Plantio da 49ª peroba homenageia profissionais da saúde e pacientes curados da COVID-19

No próximo dia 7 de outubro a Universidade comemora aniversário de reconhecimento pelo MEC.

Representantes do Hospital Universitário (HU) da UEL e pacientes que conseguiram se recuperar do coronavírus, depois de longo período de internação, são os convidados para o plantio simbólico da 49ª peroba do Bosque Perobal, no Campus Universitário, nesta terça-feira (6), a partir das 9 horas. O plantio ocorrerá na véspera do aniversário de reconhecimento pelo MEC da Instituição – em 7 de outubro de 1971 – e marcará, de forma simbólica, os 49 anos de atividades da UEL, que este ano, devido à pandemia não terá programação festiva.

Entre os convidados para o plantio simbólico estão a diretora superintendente do HU/UEL, Vivian Feijó, o técnico em radiologia Willian Turini, representando os profissionais de saúde que permanecem na linha de frente do combate à doença, e a paciente Maria Regina.

Prestes a completar 50 anos de reconhecimento, Universidade é destaque nos cenários nacionais e internacionais, em função da grande quantidades de pesquisa e projetos que desenvolve. (FOTO: Arquivo/Ronaldo Nascimento).

História – Segundo reitor, nesse quase meio século de história, a Universidade cumpriu fielmente o propósito para a qual foi criada. Segundo ele, o objetivo inicial foi ajudar a promover o desenvolvimento de uma cidade, de uma região e de um estado. Os anos demonstraram que foi possível bem mais que isso, formando uma grande massa crítica de profissionais de várias áreas que impulsiona e dá suporte ao desenvolvimento estratégico.

“Tenho a maior clareza como professor, profissional e pelo que observo da relação de Londrina, com a região e com o estado. Isso tudo a UEL cumpriu até agora e, para os próximos 50 anos, a nossa comunidade universitária deve refazer esse pacto para que consigamos novamente cumprir, de forma contemporânea, o nosso papel institucional, como instrumento público criado e financiado pelo povo do Paraná”, definiu o reitor.

Bebê Clínica: UEL é prestadora de serviços para população de Londrina e região (FOTO: Arquivo/COM/UEL).

UEL em números e dados

Projetos e serviços – Prestes a completar 50 anos de reconhecimento pelo MEC, a UEL está entre as melhores do país, posicionando-se não só pela oferta de 52 cursos de graduação – um curso EAD – e cursos de pós-graduação, mas pelos serviços prestados à população de Londrina e região por meio dos órgãos suplementares. Entre eles, Hospital Universitário (HU/UEL), Hospital Veterinário (HV), Clínica Odontológica Universitária (COU), Bebê Clínica, Casa de Cultura, Clínica Psicológica, Colégio de Aplicação e Escritório de Aplicação de Assuntos Jurídicos (EAAJ) – confira AQUI demais órgãos suplementares da Universidade.

Para manter as atividades acadêmicas e administrativas em funcionamento, atualmente a UEL conta com 4.306 servidores, entre técnicos-administrativos e docentes. Esse quadro de recursos humanos atua em nove Centro de Estudos, órgãos de apoio e suplementares – localizados dentro e fora do Campus – com o objetivo de atender 18 mil alunos de graduação (13.314) e pós-graduação (4.692).

Entre os programas de pós-graduação são 66 cursos de especialização e um EAD, 32 doutorados e 49 mestrados, além dos Programas de Residência, principalmente na área de saúde.

Outro dado que chama atenção é a quantidade de pesquisas desenvolvidas por professores e estudantes. Muitas delas mantém parcerias técnico-científicas com renomadas instituições de pesquisas do país e estrangeiras, fomentando no Estado setores da saúde, de tecnologia e inovação, de agrárias e ensino. Conforme informações contidas no UEL em Dados 2021, disponibilizado pela Pró-reitoria de Planejamento (PROPLAN), a UEL soma 1.970 programas e projetos de ensino, pesquisas e projetos de extensão em execução, reunindo o total de 10.441 participantes, entre professores, alunos e colaboradores externos.

Vestibular realizado pela UEL está entre os maiores do país. A edição 2021 está com inscrições abertas até 30 de outubro
(FOTO: Arquivo/COMUEL).

Vestibular – A Instituição também é conhecida por realizar um dos maiores Vestibulares do país, que todos os anos atrai candidatos oriundos dos estados brasileiros e Distrito Federal. Só o último Vestibular da Universidade contabilizou em sua 1ª fase o total de 22.601 candidatos inscritos, quando foram ofertadas 2.559 vagas em 52 cursos de graduação.

O Vestibular 2021 está com inscrições abertas até 30 de outubro, com a oferta de 2.564 vagas para ingresso pelo Vestibular. As provas serão aplicadas em um único dia, 14 de março de 2021.  Já outras 581 vagas serão ofertadas por meio do Sistema de Seleção Unificada (SISU), totalizando 3.145 vagas.

As inscrições para o Vestibular 2021 podem ser efetivadas no site da Coordenadoria de Processos Seletivos (COPS). O valor da inscrição, excepcionalmente nesta edição, é de R$ 135,00. O resultado final do Vestibular sai em 30 de abril de 2021, no site da COPS, quando é divulgada a lista dos aprovados em 1ª convocação. 

banner mestrado
banner-03
previous arrow
next arrow
Leia também