Serviço de Vigilância acompanha condição de saúde do servidor da UEL

Serviço de Vigilância acompanha condição de saúde do servidor da UEL

Disponível no Portal do Servidor, formulário auxilia no monitoramento da comunidade universitária.

Um instrumento de pesquisa que acompanha diariamente a saúde dos trabalhadores – técnicos e professores – da UEL. É o formulário que está disponível no Portal do Servidor e consta do Plano de Contingenciamento COVID UEL. A recomendação da administração é que o formulário seja preenchido diariamente. “Independentemente de sua situação de saúde”, destaca a professora Elisa Tanaka Carloto, diretora de Avaliação e Informação Institucional, da Pró-Reitoria de Planejamento (PROPLAN).

Ela explica que um membro do setor (professor ou técnico) deve preencher o formulário apontando informações como sintomas da COVID-19 (tosse, febre, perda de olfato e/ou de paladar, dor muscular ou dificuldade de respirar); também há o atendimento (presencial ou telemedicina); contato direto com pessoa com diagnóstico confirmado nas últimas duas semanas e falta ao trabalho. O formulário está disponível no Portal do Servidor e deve ser disponibilizado no APP UEL, que pode ser rodado nos celulares tanto para sistema operacional Android quanto IOS.  

Serviço de Vigilância – A professora Elisa afirma que em caso de resposta positiva a algum dos questionamentos, é necessário informar o nome e o telefone do servidor para que o Serviço de Vigilância, por meio de médicos e técnicos, entre em contato com o funcionário. “Se necessário, farão orientações, encaminhamento e demais providências”, afirma a professora. “O objetivo é proporcionar orientação ao servidor, monitoramento e acompanhamento diário dos setores, evitando possíveis surtos da COVID- 19 no Campus”.

O Serviço de Vigilância da UEL está integrado aos serviços municipais de saúde que receberão os servidores encaminhados e repassarão as informações do andamento dos casos. “Essa integração é fundamental para a agilidade das providências a partir da confirmação ou descarte de casos positivos e seus contatantes”, ressalta a professora Elisa. 

Ela também destaca o trabalho da  Assessoria de Tecnologia de Informação (ATI) em elaborar o sistema que operacionaliza o Serviço de Vigilância, permitindo o alerta imediato que possibilita agilizar as providências necessárias. “Tanto em relação ao encaminhamento do servidor quanto ao contato e orientações ao setor de lotação desse funcionário”. 

Na iniciativa, a professora também destaca a participação do Serviço de Bem-Estar à Comunidade (SEBEC), Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), Divisão de Assistência à Saúde da Comunidade do Hospital Universitário (DASC/HU), Grupo de Trabalho da COVID-19 e Autarquia Municipal de Saúde de Londrina.

“Esse resultado é fruto do trabalho coletivo de muitas instâncias”, afirma a professora. “Com os objetivos de monitorar e orientar para conseguir que todos da UEL tenham um retorno seguro e tranquilo às atividades presenciais”.

Divulgação do vestibular da UEL - 2021
Leia também