Levantamento internacional avalia relação do ensino online e felicidade

Levantamento internacional avalia relação do ensino online e felicidade

Estudantes e professores da UEL podem participar da pesquisa e responder o questionário online.

Beatriz Botelho

Agência UEL


Uma pesquisa internacional pretende identificar como estudantes e professores universitários de diversas partes do mundo lidam com felicidade e prazer diante do ensino online, impulsionado pela pandemia da COVID-19. O estudo é conduzido pelo projeto OLAF – Online Learning and Fun, da The Open University, de Londres, e tem como colaboradora a professora Diene Eire de Mello, do Departamento de Educação, do Centro de Educação, Comunicação e Artes (CECA).

Estudantes e professores da UEL podem participar da pesquisa até 30 de novembro por meio do questionário: “Qual a sua opinião sobre Aprendizagem Online e Diversão?”. Traduzido e adaptado para vários países, o questionário foi projetado para aumentar a consciência de alunos e professores sobre crenças epistêmicas e pontos de vista sobre aprendizagem online e diversão. De acordo com Diene Mello, a intenção é identificar se há diferença na percepção entre os países. “O objetivo é potencializar esses estudos para que se levante indicadores e a gente possa pensar a aprendizagem no online de maneira mais prazerosa”, afirma.

Com as respostas, o projeto terá um banco de dados global, que ajudará na elaboração de um conjunto de recomendações para práticas pedagógicas inovadoras, além de possibilitar o aumento do número de estudos e projetos de pesquisa sobre diversão na aprendizagem para a promoção de mudanças no currículo, práticas e políticas educacionais.

A professora relata que um dos pontos de crítica às ações online é em relação ao distanciamento físico das pessoas, que pode desumanizar a comunicação e tornar o ambiente frio. Pesquisadora do uso da tecnologia na Educação, ela afirma que o espaço online precisa de “sentimento de acolhida, risada, prazer em conversar, mostrar a cara, abrir a câmera. Talvez as pessoas não tenham isso, porque não se abre espaço para o lúdico e a brincadeira”.

Projeto –  O OLAF – Online Learning and Fun é coordenado pelos pesquisadores Alexandra Okada e Kieron Sheehy e envolve uma rede de colaboradores da Espanha, Indonésia, Reino Unido, Portugal e Brasil. É um projeto de pesquisa em grande escala que analisa opiniões das comunidades educacionais sobre a diversão na aprendizagem apoiada por tecnologias no Ensino Superior.

Mais informações na página do OLAF.

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também