Paraná destina R$ 1,5 milhão para Programas de pós-graduação das Universidades Estaduais

Paraná destina R$ 1,5 milhão para Programas de pós-graduação das Universidades Estaduais

UEL deverá receber até R$ 325 mil. As propostas podem ser submetidas até 12 de abril - chamada pública.

Na última sexta-feira (19), o Governo do Estado lançou o Programa Institucional Pró-Desenvolvimento, direcionado ao fortalecimento dos programas de pós-graduação das Universidades Estaduais do Paraná. A iniciativa conta com Chamada Pública para modernização de laboratórios multiusuários, compartilhados no desenvolvimento de atividades de pesquisa das sete instituições de ensino superior.

Com amparo no Fundo Paraná, serão destinados recursos financeiros da ordem de R$ 1,5 milhão, proveniente de suplementação orçamentária da Superintendência de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti) para a Fundação Araucária de Apoio Ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

Para o titular da Seti, Aldo Nelson Bona, essa ação vai ao encontro do Programa Paraná Mais Ciência, estabelecido no Plano Plurianual (PPA), principal instrumento de planejamento de médio prazo da Administração Pública. “A ideia é sermos reconhecidos como um Estado estratégico na indução e promoção do conhecimento científico e da inovação, voltados à melhoria da qualidade de vida da população”, destacou o superintendente.

A exemplo do Pró-Extensão, lançado na semana passada, o Pró-Desenvolvimento vai suprir demandas de investimento e custeio para melhoria da infraestrutura universitária, incluindo a manutenção de equipamentos adquiridos com recursos de órgãos federais de fomento, que necessitam de cuidados regulares. A diferença, basicamente, é o foco nas atividades de pesquisa científica e tecnológica, vinculadas aos programas de pós-graduação.

Segundo o presidente da Fundação Araucária, Ramiro Wahrhaftig, o Paraná dispõe de um dos sistemas de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior mais consistentes e bem distribuídos do País. “Estamos presentes com o sistema público estadual em mais de 60 municípios e se considerarmos as instituições federais, essa presença se estende a mais de 160 cidades. Muito nos orgulha a possibilidade de fortalecer esse conjunto educacional”, enfatizou.

O novo programa abrange todas as áreas do conhecimento correspondentes aos Novos Arranjos de Pesquisa e Inovação (Napi), fomentados pela Fundação Araucária. Também serão contemplados os segmentos relacionados aos ecossistemas de inovação e áreas prioritárias identificadas pelo Conselho Paranaense de Ciência e Tecnologia (CCT Paraná), tais como: Agricultura & Agronegócio; Biotecnologia & Saúde; Energias Inteligentes; Cidades Inteligentes; Educação, Sociedade & Economia; Transformação Digital; e Desenvolvimento Sustentável.

O coordenador de Ciência e Tecnologia da Seti, Paulo Renato Parreira, afirmou que o Pró-Desenvolvimento atende uma demanda coletiva das universidades, para que as pró-reitorias de pós-graduação e pesquisa possam ampliar a quantidade e a qualidade dos projetos desenvolvidos. “O objetivo é incentivar, cada vez mais, a pesquisa de alto impacto em áreas estratégicas, alinhada ao desenvolvimento regional e sustentável, para alcançarmos um Paraná mais inovador”, ressaltou.

Recursos – As instituições estaduais de ensino superior paranaenses poderão submeter uma proposta cada uma, com prazo para execução dos projetos até março de 2023, observando algumas instruções normativas. Do montante previsto, 40% dos recursos serão divididos de forma igual entre as universidades, enquanto os 60% restantes serão alocados em função da quantidade de alunos equivalentes dos cursos de pós-graduação stricto sensu (Mestrado e Doutorado).

A distribuição das cotas de financiamento ficou definida da seguinte forma: Universidade Estadual de Maringá (UEM) – até R$ 391,6 mil; Universidade Estadual de Londrina (UEL) – até R$ 325 mil; Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) – até R$ 252,7 mil; Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) – até R$ 183,7; Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) – até R$ 147,2 mil; Universidade do Norte do Paraná (UENP) – até R$ 101,1 mil; e Universidade Estadual do Paraná (Unespar) – até R$ 98,5 mil.

As propostas podem ser submetidas até 12 de abril. Já os resultados serão divulgados a partir de 15 de abril. A Chamada Pública está disponível no site da Fundação Araucária.

(Com texto e informações da SETI).

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também