UEL contrata pacote Google for Education para ensino remoto

UEL contrata pacote Google for Education para ensino remoto

Cadastro de professores efetivos e temporários da Universidade foi finalizado na plataforma. Os recursos estão disponíveis para uso.

A UEL celebrou contrato com a empresa Bedu Tecnologia, de São Paulo, para a licença de uso do software Google Workspace for Education Plus. O contrato foi assinado em 7 de junho e contempla a aquisição de 1800 licenças para uso do software da gigante de buscas, que serão utilizadas pelos 1600 professores da Universidade – as outras 200 licenças serão destinadas a eventos, suporte técnico e para uso administrativo. O contrato, com valor total de R$ 167.526,00, custou R$ 93,07 por professor. 

O Google Workspace for Education, antigo G Suite, oferece pacotes de ferramentas disponíveis em nuvem para instituições de ensino. Possibilita o acesso a ferramentas como o Google Mail, Drive, Agenda, Sala de Aula, Meet, entre outras. A Universidade já vinha utilizando os serviços da Google desde 2011, quando aderiu à versão gratuita do serviço. Agora, com a compra das licenças do pacote completo, os professores e estudantes terão direito a todas as ferramentas disponíveis no software.

cursinho da UEL aulas gratuitas
A Universidade já utilizava os serviços da Google desde 2011 (FOTO: Internet).

De acordo com o assessor de Tecnologia da Informação (TI), da Assessoria de Tecnologia da Informação (ATI), Wellington Cardador, os professores e estudantes agora terão acesso às aulas gravadas, poderão fazer enquetes no Meet e criar salas temáticas. “São recursos avançados aos quais, antes, não tínhamos acesso. A capacidade máxima de usuários numa mesma sala também aumentou, de 100 pessoas para 250”, explica Cardador..

A ATI já terminou o cadastro de todos os professores efetivos e temporários da Universidade na plataforma. As funcionalidades já estão disponíveis para uso.

Google Workspace

Entre os recursos do Google for Education, um dos mais interessantes para os professores, segundo Cardador, é a possibilidade de gravação das aulas sem limitações. No Meet, os professores poderão transmitir sessões para até 100 mil pessoas dentro do domínio da @uel.br, cancelar ruídos na sala, criar salas temáticas para discussões e enquetes. 

A ferramenta Google Classroom disponibiliza relatórios de originalidade, que auxiliam os professores a identificarem plágios nos trabalhos e provas de estudantes. Já o Google Agenda permite, além dos recursos de agendamento já disponíveis na versão anterior (e na gratuita), o agendamento de webconferências no Meet, com opções de transmissão dentro do domínio @uel.br.

Quanto ao espaço de armazenamento, será ilimitado até o dia 31 de dezembro de 2021. Após este período, será aplicada uma cota de 100gb, o que equivale a 450 horas de aulas gravadas.

Google for Education e ensino remoto

A pró-reitora de Graduação, Marta Regina Gimenez Fávaro, afirma que a assinatura do contrato veio num momento chave para a comunidade acadêmica. “É muito satisfatório dar continuidade ao trabalho que estamos desenvolvendo. Havia um receio de parte dos professores sobre a disponibilização dessas ferramentas, mas conseguimos manter e ampliar o serviço”, afirma Marta.

Os recursos disponíveis para a contratação das licenças já haviam sido reservados no Fundo Paraná desde o ano passado, segundo a pró-reitora de Graduação. “Quando da compra dos computadores, no início do ano letivo emergencial e remoto, já destinamos uma parte dos recursos para isso. Nós nos adiantamos, já prevendo essa possibilidade”.

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também