Museu Histórico conclui projetos de catalogação e digitalização de fotografias e documentos antigos

Museu Histórico conclui projetos de catalogação e digitalização de fotografias e documentos antigos

As imagens foram catalogadas e inseridas na plataforma Pergamum Museus, com acesso a Rede de Museus Paraná.

O Museu Histórico de Londrina acaba de concluir dois projetos para a catalogação, digitalização e inserção de acervos na base de dados Pergamum Museus, que consiste em uma plataforma on-line para o acesso público de conteúdo. O projeto “Fotografias de Família: rumo ao centenário de Londrina”, aprovado pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (PROMIC), buscou a digitalização de fotografias de famílias pioneiras da cidade. As imagens foram catalogadas e inseridas na plataforma Pergamum Museus, com acesso a Rede de Museus Paraná.

Projeto que reúne fotografias de famílias pioneiras tem apoio do PROMIC (Divulgação: Museu Histórico).

Já o projeto “Museu Histórico de Londrina rumo aos 50 anos: conservação e disponibilização on-line de acervos”, aprovado pelo Conselho Municipal do Patrimônio Cultural de Londrina (COMPAC) teve por objetivo catalogar, tratar, digitalizar e inserir itens no banco de dados para consulta pública via internet. Este projeto reúne coleções fotográficas da Prefeitura, jornais locais e objetos tridimensionais. Foram selecionados colaboradores, aquisição de computadores e materiais para guarda dos itens para execução do projeto.

Os dois projetos fazem parte das comemorações dos 50 anos do Museu em 2020, que por conta da pandemia, tiveram que ser adiadas. Segundo a diretora do Museu Histórico de Londrina, Edméia Ribeiro, desde 2017 o Museu busca democratizar informações para além do presencial e coincidiu com a aprovação dos dois projetos. “Buscamos ampliar a divulgação do acervo primeiramente no Facebook. O museu precisou se movimentar na pandemia. Se as pessoas não podem ir ao museu, o museu vai até as pessoas.”

Iniciativas fazem parte das comemorações dos 50 anos do Museu Histórico (Divulgação/ Museu Histórico).

A diretora também destaca a importância dos recursos municipais junto ao Museu Histórico de Londrina. “Esses recursos de projetos são muito importantes, além de verba para exposições e compra de produtos específicos para tratar o acervo, possibilitam ter estagiários. Estagiários, estes, importantíssimos para as inserções (dados on-line) e monitorias (visitas guiadas)”.

O acesso ao conteúdo dos projetos concluídos, bem como o acesso à plataforma Pergamum Museus da Rede Museus Paraná é gratuito e está disponível para consulta pública pelo site memoria.pr.gov.br.

(Com informações e FOTO/Capa da Assessoria do Museu Histórico de Londrina).

Leia também

Governo do PR implementa oficialmente Agência de Desenvolvimento Regional na UEL

O governo do estado, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI), implementou oficialmente nesta quarta-feira (29) a Agência de Inovação para o Desenvolvimento Regional Sustentável (Ageuni) que terá a função de apoiar iniciativas demandadas pela sociedade, estimulando  desenvolvimento regional a partir do conhecimento produzido pela Universidade. A Ageuni funcionará junto à […]


UEL abre edital para contratação de técnicos por meio de Processo Seletivo

A UEL lançou o edital (PRORH 043/2023) para contratação de técnicos em laboratório em Processo Seletivo Simplificado (PSS). São duas (2) vagas: Laboratório de Nutrição e Dietética, e Radiojornalismo e Telejornalismo, ambas para jornada de 40 horas semanais.Para o primeiro, o candidato deve ter concluído Ensino Pós-Médio ou Curso Profissionalizante e Registro no Conselho Regional […]


Pesquisa analisa inserção de haitianos no território paranaense por meio do trabalho

Todos os dias, o Paraná recebe imigrantes de diversos lugares do mundo. Seja por catástrofes ambientais ou dificuldades econômicas e/ou sociais, o objetivo de quem deixa o país de origem é sempre o mesmo: conseguir melhores condições de vida. Buscando avaliar o sucesso desse propósito, a tese do doutorando Lineker Alan Gabriel Nunes investigou como […]


Livro homenageia professora e pesquisadora de Estudos da Linguagem

A professora Esther Gomes de Oliveira (Departamento de Letras Vernáculas e Clássicas/CLCH) foi homenageada por outros professores, pesquisadores e ex-orientandos com a publicação do livro “Dimensões e materialidades da argumentação: homenagem a Esther Gomes de Oliveira” (editora Pontes, Campinas/SP). Organizada pelos professores Lolyane Cristina Guerreiro de Oliveira, Roberta Maria Garcia Blasque, Antonio Lemes Guerra Junior […]