Pesquisadora divulga estudos sobre ensino de línguas em Congresso da Universidade de Xangai

Pesquisadora divulga estudos sobre ensino de línguas em Congresso da Universidade de Xangai

Professora Juliana Tonelli, do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas, foi a única pesquisadora brasileira a participar.

A professora Juliana Tonelli, do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas, do Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH), foi a única brasileira selecionada para participar do Congresso sobre avaliação na aprendizagem de línguas com crianças, evento internacional, promovido pelo Centro de Pesquisa de Educação em Língua Inglesa, da Universidade de Xangai (China). A professora da UEL apresentou as pesquisa desenvolvidas durante o pós-doutoramento realizado na Universidade de Brasília (UnB).

Por mais de quinze anos, Juliana Tonelli investiga e atua na formação docente e no ensino de línguas na infância. Atualmente, a professora investiga questões relacionadas à avaliação para a aprendizagem de línguas adicionais por crianças, que ainda é uma área pouco pesquisada no Brasil, segundo ela.

Professora Juliana Tonelli (FOTO: Arquivo/COMUEL).

“É uma área que está em desenvolvimento, comparando com estudos do exterior. A avaliação de crianças bilíngues ou aprendendo línguas estrangeiras, isso é ainda mais novo”, afirma a pesquisadora, que ainda questiona: “como avaliar uma criança? Será que é dando uma prova ou nem avaliando?”. É esse tipo de investigação que ela e demais pesquisadores fazem na Universidade.

Pós-doc

Juliana, que atualmente é diretora pedagógica da Coordenadoria de Processos Seletivos da UEL (COPS), apresentou resultados de pesquisa desenvolvida durante seu pós-doutoramento realizado na Universidade de Brasília (UnB) e de estudos desenvolvidos no âmbito do Grupo de Pesquisa Felice/Capes-CNPq, liderado por ela. A professora compartilhou com os pesquisadores presentes as ações desenvolvidas pelo grupo e trocou experiências sobre as possibilidades de avanços de pesquisas na área. “Esse congresso na China foi bem específico da aprendizagem de línguas por crianças. Foi uma honra representar a UEL”, afirma.

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também