Pesquisadores premiam melhores produtores de mel de abelha sem ferrão do PR

Pesquisadores premiam melhores produtores de mel de abelha sem ferrão do PR

Solenidade de premiação será presencial no CCA,, 14 horas, seguindo todos os protocolos sanitários exigidos de prevenção à Covid-19.

Pedro Livoratti

Agência UEL


Os produtores rurais que se destacaram no I Concurso Paranaense de Qualidade em Méis de Abelhas-sem-ferrão, realizado em novembro passado, dentro do XIV Seminário Paranaense de Meliponicultura, uma iniciativa do Programa de Pós-graduação em Ciências de Alimentação (PPGCA) do Centro de Ciências Agrárias (CCA), em parceria com a Câmara Técnica de Meliponicultura do Paraná, recebem na próxima segunda-feira (14) os certificados pelos resultados obtidos. A premiação será realizada presencialmente no próprio CCA, a partir das 14 horas, seguindo todos os protocolos sanitários exigidos, com a participação apenas dos produtores rurais que residem em Londrina e da coordenação do PPGCA.

Os classificados no concurso foram Miguel Gomes Celestino, de Londrina, que ficou em 1º Lugar, com a produção de mel de abelha Mandaçaia. O 2º Lugar ficou com Célia Regina Alberti Dresch, de São José dos Pinhais, com mel de abelha Tubuna e o 3º Lugar foi para o produtor Antônio Carlos Stutz, também de Londrina, especializado em mel de abelha Jataí.

O concurso de mel registrou a participação de 22 produtores de todo o estado (FOTO: Pixabay).

O XIV Seminário Paranaense de Meliponicultura foi realizado de 23 a 27 de novembro do ano passado, com o tema “Abelha-sem-ferrão: desafios e oportunidades”. O evento que a princípio teria participação de profissionais e produtores do estado, acabou tendo uma proporção maior. Em virtude da pandemia, a programação foi apresentada de forma remota pela plataforma congresse.me, incluindo nove palestras, cinco oficinas, uma mesa redonda e o I Concurso Paranaense de Qualidade em Méis de Abelhas-sem-ferrão.

O evento acabou atingindo mais de 1800 inscritos desde pesquisadores, produtores rurais e aficionados pela criação de abelhas-sem-ferrão de vários estados brasileiros e 14 países. Entre os resultados do congresso estão a produção de 42 resumos acadêmicos submetidos. O concurso de mel registrou a participação de 22 produtores de todo o estado. A partir do grande interesse, o evento acabou tendo continuidade com três palestras extras realizadas entre janeiro e abril deste ano. A coordenação do Programa já prepara o XV Seminário, que será realizado juntamente com o II Concurso Paranaense de Qualidade de Méis, em data ainda ser definida, e que contará com também participação da Federação dos Trabalhadores Rurais dos Agricultores Familiares do Estado do Paraná.

Abelhas sem ferrão

No Paraná existem cerca de 35 espécies de abelhas sem ferrão, mas apenas 15 tem potencial para produção de mel, segundo informações divulgadas pela Agência Estadual, do Governo do Paraná. Estima-se que existam mais de 5 mil produtores espalhados pelas diversas regiões do Estado. A criação racional de abelhas nativas sem ferrão é considerada sustentável por preservar estes insetos, que direta ou indiretamente são responsáveis pela polinização de 65% dos vegetais consumidos pelos humanos.

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também