Orquidário recebe última visita monitorada do semestre

Orquidário recebe última visita monitorada do semestre

Visitas monitoradas ocorrem pelo projeto "Orquidário na UEL - visando à educação ambiental", do Departamento de Agronomia.

Isabella Abrão*

Agência UEL


O Orquidário da UEL, no Centro de Ciências Agrárias (CCA), recebeu o último grupo de visita monitorada do semestre, na tarde da quinta-feira (23). O grupo formado por idosos e integrantes da Universidade Aberta à Terceira Idade (Unati), que conheceram o funcionamento da preservação das espécies e demais pesquisas realizadas no local. Esta foi a terceira turma a visitar o Orquidário desde o retorno das atividades presenciais na Universidade. As visitas monitoradas são promovidas através do projeto de extensão “Orquidário UEL – visando à educação ambiental”.

Voltada para grupos de psicologia, médicos, terceira idade e crianças com idade acima de 12 anos, as visitas monitoradas contam com momentos de exposição e explicação, acompanhados de estudantes da UEL. Os visitantes passam por diferentes estações, nas quais são abordados temas como a conservação das espécies nativas, domesticação, compostagem, reciclagem, uso correto da água, mudanças climáticas, sustentabilidade, entre outros. São seis estações: Pau-Brasil, Bosque das Orquídeas, Orquidário, Peroba, Mandacaru e Figueira Branca.

De acordo com o professor Ricardo Tadeu Faria, do Departamento de Agronomia, a ideia é que os estudantes que fazem parte do projeto expliquem, por exemplo, como são produzidas as orquídeas de proveta, os trabalhos nas estufas e entendam a necessidade de cuidar do meio ambiente. “É uma forma das pessoas verem a importância das pesquisas e da extensão no nosso dia a dia e até despertar, no caso de escolas, futuros pesquisadores e agrônomos”, afirma.

Visitas guiadas integram o projeto “Orquidário UEL – Visando à educação ambiental”, do professor Ricardo Tadeu Faria (Agência UEL)

Dona Aparecida, de 70 anos, realizou a visita com a Unati e conta que conhecer o Orquidário foi uma experiência muito gratificante. “Essa visita vai preencher muita coisa no meu dia, na minha vida. Eu amo estar em contato com a natureza e recomendo para todos conhecerem as plantas do Orquidário”, relata.

A expectativa é que as visitas sejam cada vez mais práticas e dinâmicas, possibilitando que os grupos participem ativamente do projeto de extensão junto aos estudantes. Para Débora Pertigão Tejo, aluna de doutorado em Agronomia da UEL, essa é uma forma de levar os avanços conquistados para fora da Universidade. “Com o projeto, a gente leva isso direto para a comunidade externa e é importante que a nossa pesquisa seja colocada em prática na rotina das pessoas”, defende.

Agende uma visita

O Orquidário conta com dez casas de vegetação, que somadas ocupam uma área de aproximadamente 1000m², e um laboratório de cultura de tecidos, no qual são realizados estudos de micropropagação e criopreservação de espécimes de orquidáceas. O local já recebe visitantes da comunidade externa à Universidade nas quintas e sextas-feiras para que as pessoas conheçam e comprem mudas de plantas. Contudo, para as visitas monitoradas, é necessário entrar em contato pelo e-mail orquidariouel@gmail.com e agendar um horário. O acompanhamento pode ser solicitado por grupos com no mínimo 15 integrantes e no máximo 40.

*Estagiária na COM/UEL

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também