Ministro Marcelo Queiroga visita HU e credencia 35 leitos de UTI

Ministro Marcelo Queiroga visita HU e credencia 35 leitos de UTI

Visita reuniu autoridades estaduais e municipais. Equipamento autorizado deve atender pacientes das alas cardiológica e ortopédica.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, cumpriu agenda no início da tarde desta sexta-feira (3) no Hospital Universitário (HU) da UEL, considerado referência no atendimento à saúde no Paraná, com atendimento 100% SUS, e que teve papel fundamental no combate à pandemia do coronavírus, nos últimos dois anos. Ao contrário dos municípios que montaram hospitais de campanha para o enfrentamento emergencial da pandemia, em Londrina foram aportados recursos para a estruturação de leitos específicos para pacientes da Covid-19.

Durante a visita, o ministro discursou para uma plateia formada por profissionais de saúde e foi confirmado o credenciamento de 35 leitos de UTI criados durante a pandemia e que serão mantidos definitivamente em funcionamento. O ministro ressaltou que o SUS é reconhecido pelos mais de 200 milhões de brasileiros como serviço de excelência. Ele afirmou que a qualidade do atendimento está ligada aos profissionais que atuam nas diversas especialidades.

Ministro Queiroga discursou para plateia formada por estudantes e profissionais do Hospital, nesta sexta (3), no HU/UEL
Ministro Queiroga discursou para plateia de profissionais de saúde e enfatizou necessidade de manter formação rigorosa de técnicos (Foto Assessoria HU/UEL)

O Ministro também se comprometeu com a aquisição de um equipamento de ressonância magnética para o hospital, que deverá atender diretamente pacientes das alas cardiológica, ortopédica e outras. A deputada federal Luiza Canziani se colocou à disposição, juntamente com o secretário da saúde do estado do Paraná, Cesar Augusto Neves, para atuar no sentido de garantir que o equipamento seja adquirido.  Atualmente o atendimento é realizado por meio de empresas credenciadas. De acordo com a direção do hospital, a estruturação do serviço de ressonância magnética próprio vai garantir agilidade, economicidade e eficiência.

Queiroga enfatizou a necessidade de manter rigor com a formação acadêmica dos profissionais de saúde. Ele citou que o Brasil tem hoje 500 mil médicos, 2,4 profissionais por 100 mil habitantes e 360 faculdades e universidades públicas e privadas de Medicina. De acordo com o ministro é necessário pensar critérios com ênfase na qualidade do ensino, formação e distribuição dos profissionais para que todas as regiões do país possam ter uma saúde de qualidade.

Hospital de referência

O reitor da UEL, Sérgio de Carvalho, lembrou o esforço realizado pela comunidade universitária durante o período mais duro da pandemia, que exigiu isolamento social. Ele exemplificou com o serviço Disque-Coronavírus realizado mediante parceria entre a UEL e a Prefeitura de Londrina para atendimento gratuito da população. O reitor enfatizou ainda o esforço dos profissionais de saúde do HU/UEL, responsáveis por 56 leitos de UTI e 91 leitos de enfermaria destinados exclusivamente para COVID, em um complexo com mais de 430 leitos que possibilitaram a realização de mais de 15 mil internações e mais de 150 mil consultas ambulatoriais ou no pronto socorro.

Ministro Queiroga percorreu o Hospital Universitário da UEL nesta sexta-feira (3), em visita
Ministro percorreu as instalações do Hospital Universitário. Visita contou com participação das autoridades estaduais e locais (Foto Assessoria HU/UEL)

Nos últimos dois anos foram feitas quase 21 mil notificações da doença, com mais de 8 mil pacientes testando positivo. O HU também foi referência no atendimento do coronavírus, o primeiro hospital fora da capital a realizar o teste PCR, considerado padrão ouro.

A diretora superintendente do HU/UEL, Vivian Feijó, destacou que 35% da população paranaense é atendida no hospital, que acaba expandindo o raio de ação, contemplando 176 municípios de outras regionais de saúde. Ela frisou que o combate à pandemia foi uma vitória de toda a equipe, mas que resultou na expansão de leitos do hospital. ”Quero aqui agradecer ao credenciamento dos leitos de Covid e que agora ficam como um legado para a comunidade”, afirmou a diretora superintendente.

Visita do ministro Queiroga nesta sexta (3) reuniu autoridades estaduais e municipais no HU da UEL
Mesa do evento reuniu autoridades estaduais e locais (Foto Assessoria HU/UEL)

O secretário de saúde do Paraná, César Augusto Ruiz, afirmou que durante o combate à pandemia os anônimos se tornaram personagens fundamentais para salvar vidas. Desde os responsáveis pela limpeza e desinfecção aos médicos e demais profissionais de saúde que arriscaram as vidas em nome do atendimento. “Foram essas pessoas que proporcionaram os meios e os recursos nesse período difícil de enfrentamento”, afirmou.

Participaram da cerimônia de recepção ao ministro o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati; o secretário municipal de saúde de Londrina, Felipe Machado e a deputada federal Luiza Canziani. Também estiveram presentes o vice-reitor, Décio Sabatinni Barbosa e a reitora e o vice-reitor eleitos da UEL, Marta Favaro e Airton Petris.

Confira a matéria completa publicada pela TV UEL.

especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também