Acordo de cooperação com universidade italiana garante intercâmbio de estudantes e professores

Acordo de cooperação com universidade italiana garante intercâmbio de estudantes e professores

Com validade de cinco anos, acordo envolve as áreas de Economia, Direito, Relações Internacionais, Administração de Empresas, Letras, entre outros.

A UEL firmou um acordo de cooperação internacional com a Università Degli Studi Internazionali di Roma (UNINT), da Itália, para promoção de atividades acadêmicas entre as duas instituições. O acordo de cooperação educacional, científica e cultural tem validade de cinco anos, até agosto de 2026, e contempla as áreas de Economia, Direito, Relações Internacionais, Administração de Empresas, Letras, Ciências Políticas, entre outras.

(Divulgação/UNINT)

As atividades que podem ser implementadas nessas áreas compreendem mobilidade de estudantes e pesquisadores, para fins de ensino, extensão, pesquisa e estágio; mobilidade de pessoal administrativo para treinamento; pesquisa e publicação conjunta de trabalhos acadêmicos; desenvolvimento de cursos de verão e de curta duração, entre outras. 

Cada instituição deve ter um corpo administrativo envolvido, em cada uma das áreas, para realizar acordos específicos entre a UEL e a universidade italiana. É o que explicou o professor do Departamento de Letras Vernáculas e Clássicas, Silvio Cesar dos Santos Alves. “Fui responsável por trazer a demanda do acordo específico entre a Faculdade de Interpretação e Tradução (FIT), da UNINT, e o Departamento de Letras Vernáculas e Clássicas, mas esse acordo permite outras possibilidades entre as áreas, desde que tenhamos mais pessoal interessado”, explica.

Professor do CCH da UEL, Silvio Cesar dos Santos Alves, auxiliou na viabilização do acordo entre as Instituições. (FOTO: Arquivo pessoal).

Acordo bilateral

Segundo Alves, o interesse na parceria saiu da UNINT. “Uma professora da FIT me procurou para estabelecer o acordo, por ocasião de um evento sobre estudos da literatura portuguesa. Há interesse na cultura, na língua e na produção conjunta da ciência dos dois lados”, ressalta. 

Essa busca pela UEL se explica, segundo ele, pelo bom desempenho da instituição no que diz respeito à internacionalização do ensino, da pesquisa e da extensão. “A internacionalização é uma das prioridades da nossa Universidade. A formalização deste acordo é uma grande oportunidade para os nossos estudantes, já que a possibilidade de intercâmbio de experiências certamente enriquecerá ainda mais a formação deles”.

Divulgação do vestibular da UEL - 2021
Leia também