Pesquisas trazem resultados sobre governança da segurança

Pesquisas trazem resultados sobre governança da segurança

Mostra de Pesquisas do LEGS/UEL reúne seis trabalhos, sendo quatro defendidos no Programa de Pós-Graduação em Sociologia.

Reinaldo C. Zanardi

Agência UEL


Debater pesquisas desenvolvidas no âmbito do Laboratório de Estudos sobre Governança da Segurança (LEGS) da UEL é o objetivo de uma mostra, que começa nesta quarta-feira (4) e vai até sexta-feira (6). A I Mostra de Pesquisas do LEGS/UEL reúne seis trabalhos, sendo quatro defendidos no Programa de Pós-Graduação em Sociologia do Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH). O evento ocorre na modalidade remota, ou seja, online.

O professor do Departamento de Ciências Sociais do CCH Cleber da Silva Lopes, coordenador do LEGS, afirma que as universidades públicas são constantemente cobradas a prestar contas das pesquisas que realizam e os impactos na sociedade. “Assim, é fundamental realizar eventos com o objetivo de apresentar e debater tais pesquisas”, comenta ele. “Soma-se a isso o fato de que o cancelamento ou reprogramação dos eventos deste ano, em razão das políticas de distanciamento social provocadas pela pandemia, subtraiu espaços qualificados para o debate acadêmico”.

Ele explica que para debater os trabalhos e os resultados das pesquisas, foram convidados pesquisadores especialistas vinculados a instituições nacionais e internacionais de ensino e pesquisa. Ele cita, por exemplo, o professor Bruno Melgaço, do Departamento de Criminologia da Universidade Livre de Bruxelas. “Ao reunir pesquisadores em diferentes estágios de formação, mas que compartilham dos mesmos interesses de pesquisa, esperamos criar um clima propício ao aprendizado e estimulante para pesquisas inovadoras sobre governança da segurança”. 

Trabalhos – A mostra é composta por três sessões. A primeira, nesta quarta-feira, tem como tema “O poder simbólico da polícia”. Às 14 horas, Herbert Bachett, apresenta o trabalho “No caos ninguém é cidadão: uma análise sobre o poder simbólico da Polícia Militar em Vitória/ES”, tendo como debatedor, o professor Eduardo Paes-Machado, da Universidade Federal da Bahia. Às 15h30, Carla Avanzi apresenta “#SomostodosPF: um estudo sobre a estratégia de comunicação da Polícia Federal nas mídias sociais e a construção da legitimidade policial”. O debatedor é o professor Lucas e Silva Batista Pilau, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

A sessão II será nesta quinta-feira (5), com o tema “A governança da segurança nos espaços públicos”. Às 14 horas, Cleber Lopes e Fabrício Lima apresentam o trabalho “Safe, decent and clean: policing and production of order in middle-class neighborhoods“. Às 15h30, Alcides Peron e Tomaz Paoliello apresentam “Urban Techno-militarism: Zero Tolerance programs and the shaping of policing in São Paulo, Brazil“. Ambos serão debatidos pelo professor Lucas Melgaço, da Universidade Livre de Bruxelas.

Encerrando a mostra, a sessão III tem como tema “Policiamento plural no Brasil”. Na sexta-feira, às 14 horas, Gabriel Patriarca apresenta o trabalho “Redes de segurança: um estudo de caso no Porto de Santos”, tendo como debatedor, o professor  Tomaz Paoliello, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Às 15h30, Pedro de Oliveira e Eduardo Paes Machado apresentam “As paredes móveis: o policiamento privado nos blocos carnavalescos de Salvador”. A debatedora é a professora Jacqueline Muniz, da Universidade Federal Fluminense.

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também