HU/UEL: Agosto Dourado com ações de incentivo à amamentação

HU/UEL: Agosto Dourado com ações de incentivo à amamentação

O leite materno é considerado alimento básico para as crianças de até dois anos de idade.

O Hospital Universitário (HU/UEL), por meio do Banco de Leite Humano, desenvolve, durante todo o mês de agosto, uma série de atividades em prol da alimentação com leite materno. As atividades fazem parte das comemorações do Agosto Dourado, mês de incentivo à amamentação infantil com o alimento considerado “padrão ouro” na dieta de crianças recém-nascidas e até os primeiros anos de idade. O leite materno é considerado um alimento exclusivo para crianças de até seis meses de idade e deve ser a base da alimentação da criança até os dois anos de idade.

Em todo o mundo, a Semana Mundial do Aleitamento Materno (SMAM) é realizada entre os dias 1º e 7 de agosto, porém atividades sobre o assunto são desenvolvidas durante todo o mês. Neste ano, o tema do Agosto Dourado é “Proteger a amamentação: uma responsabilidade de todos”. De acordo com a enfermeira do Banco de Leite Humano (BLH) do HU/UEL, Letícia Lima Colinete Costa, estão previstas ações como palestras com a comunidade interna do Hospital, minicursos sobre amamentação e atividades de conscientização sobre o assunto aos servidores, professores e estudantes. 

(Divulgação)

No último dia 3 de agosto, a comunidade interna conferiu a live “Código internacional: 40 anos de proteção do aleitamento contra o marketing”, com a médica sanitarista Marina Ferreira Rea. “Na ocasião, a médica falou das consequências advindas do marketing abusivo, das Normas Brasileiras de Comercialização de Alimentos, entre outros assuntos”, relata a enfermeira.

Entre os dias 16 e 30, será realizado o curso semipresencial de Promoção e Manejo de Aleitamento Materno. “Vamos nos dividir em atividades presenciais e online, pela plataforma Moodle, para capacitar os residentes de Enfermagem e toda a equipe interna para o manejo do leite materno”, afirma a enfermeira. 

O curso tem 20 horas de duração, das quais 3 horas são presenciais. Podem participar residentes em Enfermagem, Medicina, Fisioterapia, Nutrição, Farmácia e comunidade externa. O custo é de R$ 20,00 e o boleto pode ser pago por meio do site HUTEC.

Entre os dias 24 e 25 de agosto, a comunidade interna do HU/UEL também poderá conferir a oficina sobre a Norma Brasileira de Comercialização de Alimentos, que será realizada no hall de entrada do Hospital. A equipe do Hospital ainda vai produzir vídeo institucional sobre os cuidados que a Instituição toma a respeito da amamentação de suas servidoras e demais profissionais. 

Alimento essencial até os dois anos

Já é um consenso entre as pesquisas na área de Saúde que o leite materno é considerado alimento básico para as crianças de até dois anos de idade. No entanto, os índices de amamentação até o sexto mês de vida e os dois anos ainda não são satisfatórios, segundo Letícia. “Estimamos um crescimento recentemente nas taxas de aleitamento até os seis meses, com 45,7% de bebês amamentados. Mas, não é ainda o ideal”, afirma. Entre os bebês amamentados até um ano de idade, o índice sobe um pouco: 53%, índice aquém do esperado.

Entre os fatores que interferem nos índices, estão a facilidade em adquirir alimentos prontos, os chamados “substitutivos” da alimentação materna – que, segundo enfermeira, não substituem o leite. “Papas prontas e outros alimentos, suplementos etc. não precisam ser dados nos primeiros meses”, afirma. 

A rotina de trabalho das mulheres mães e também dos homens que acabaram de se tornarem pais também contribui para os baixos índices. “Quando não se tem uma licença maternidade que não dura seis meses e uma licença paternidade de apenas cinco dias, não é possível oferecer o suporte à mãe. O pai é muito importante no primeiro mês de vida da criança”.

O leite materno é um dos principais responsáveis pela diminuição da mortalidade infantil no Brasil. Também contribui para diminuir o risco de alergias, para um bom desenvolvimento neurológico da criança e é considerada uma das formas mais importantes de afinar os vínculos entre mãe e bebê.

Notas técnicas

O HU/UEL também prepara, para o Agosto Dourado, o lançamento de duas notas técnicas, no dia 20 de agosto, junto ao Comitê Estadual do Aleitamento Materno. As notas tratarão de dois temas, “Manejo e aconselhamento em aleitamento materno” e “Oferta de fórmula infantil e uso de bicos artificiais em recém-nascidos a termo saudáveis”. O Comitê é composto, além do HU/UEL, pela Secretaria de Saúde do Paraná (SESA), Conselho Regional de Medicina (CRM), Conselho Regional de Nutrição (CRN), Conselho Regional de Enfermagem do Paraná (COREM-PR) e o Conselho de Farmácia.

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também