Grupo de Trabalho Covid-19 divulga Plano de Contingência e Serviço de Vigilância

Grupo de Trabalho Covid-19 divulga Plano de Contingência e Serviço de Vigilância

Plano de Contingência estabelece protocolo em duas dimensões, considerando o cuidado individual e recomendações para manter os ambientes de trabalho e estudo devidamente seguros.

Pedro Livoratti

Agência UEL


Com o retorno das atividades administrativas presenciais, a partir do próximo dia 22 de outubro, o grupo de trabalho Coronavírus (COVID – 19) da UEL está apresentando o Plano de Contingência, Normas, Protocolos e Orientações de Segurança Sanitária que reúne orientações e fluxos a serem seguidos pela Comunidade Universitária neste momento. Os dados atuais apontam que o quadro epidemiológico em Londrina e Paraná apresenta redução na circulação do vírus, entretanto o retorno às atividades em diferentes setores da sociedade exige cuidados para evitar aumento nos casos e surtos.

O documento elenca atribuições à comunidade universitária, semelhante ao comportamento já adotado pelos profissionais de saúde para o combate ao Coronavírus. Outra novidade é a disponibilização de um Serviço de Vigilância COVID-19 que fará o acompanhamento das informações coletadas diariamente por meio de um formulário, para verificar a situação de saúde de todos os membros da comunidade. Casos suspeitos serão acompanhados pelo Serviço de Vigilância, que atuará de forma articulada com a secretaria municipal de saúde de Londrina, e orientará sobre os procedimentos a serem adotados pelos setores.

O Plano de Contingência estabelece um protocolo em duas dimensões, considerando o cuidado individual e recomendações para manter os ambientes de trabalho e estudo devidamente seguros. Entre as recomendações estão novos hábitos, bastante difundidos nos últimos meses, que garantem que o vírus não seja transmitido entre pessoas que dividem um mesmo ambiente, como uso máscara em todo o período permanência nos setores e a substituição da mesma sempre que estiver úmida, danificada ou se houver dificuldade para respirar.

O documento também recomenda o uso de álcool 70% após tocar superfícies e antes de tocar na face e incentiva a limpeza de mobiliários e superfícies existentes no ambiente de trabalho como maçanetas de portas e corrimãos de escadas. O Plano recomenda, ainda, evitar aglomerações, manter distanciamento físico e o uso de garrafa de água potável, evitando bebedouros, além do não compartilhamento de objetos de uso pessoal.

Segundo o vice-reitor da UEL, professor Décio Sabbatini Barbosa, que coordena o grupo de trabalho, nesse momento é fundamental que as pessoas se atentem à nova realidade e mantenham cuidados de higiene individual e de responsabilidade com o coletivo. Ele compara com o trabalho realizado pelos profissionais de saúde, que precisam fazer a paramentação correta e seguir protocolos rígidos de higiene.

“Tudo isso trará segurança para o servidor neste momento. Estamos adiantando todos os passos para garantir um ambiente de qualidade em todas as unidades da Universidade”, comentou o vice-reitor. Segundo ele, o documento também considera um protocolo a ser seguido nos casos de suspeição da Covid-19. Nessas situações, o servidor poderá ter acesso a um teleatendimento, por meio do Serviço de Vigilância da COVID-19.

Prevenção – segundo a professora Elisa Tanaka Carloto, Diretora de Avaliação e Informação Institucional da Pró-reitoria de Planejamento (Proplan), a UEL mantem um acordo com o serviço de vigilância para monitorar todos os casos quando necessário. Ela destaca que o formulário, que deverá ser preenchido diariamente, representa uma ferramenta efetiva para o controle de saúde de todos os membros da comunidade universitária. A diretora explica que esse cuidado, juntamente com as medidas de limpeza e a profilaxia pessoal e do ambiente de trabalho, podem fazer a diferença neste momento em que, apesar da redução do contágio, ainda é necessário seguir protocolos para conter a transmissão.

“Entendemos que a segurança sanitária de toda comunidade depende da atitude de cada um de nós”, recomenda a diretora. Ela destaca a importância de cada servidor, estudante e professor zelar pelos cuidados de seu ambiente de trabalho ou estudo. A professora Elisa lembra também que todos os espaços deverão ser ocupados sem aglomeração, observando o distanciamento físico de pelo menos 1 metro e meio.

Equipe – o grupo de trabalho Coronavírus (COVID – 19) da UEL é coordenado pelo vice-reitor, Décio Sabbatini Barbosa com a participação de diversos profissionais relacionados à saúde e segurança do trabalho. Integram a equipe o professor Airton José Petris (Diretor do Centro de Ciências da Saúde), a diretora da Proplan, Elisa Tanaka Carloto, professora do Departamento de Medicina Oral e Odontologia Infantil; professora Jaqueline Dario Capobiango (Departamento de Pediatria e Cirurgia Pediátrica); enfermeira Margarete de Araújo Andrade – Chefe da Divisão de Assistência à Saúde da Comunidade (DASC), engenheiro Maurício Fernandes, da Divisão de Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) e a professora Thalita da Rocha Marandola, do Departamento de Saúde Coletiva da UEL.

Confira o documento na íntegra.

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também