Agência UEL atinge 1 milhão de visualizações em nove meses

Agência UEL atinge 1 milhão de visualizações em nove meses

Layout dinâmico e atraente do Portal de Notícias O Perobal impulsionou a veiculação de ações, atividades, projetos de pesquisa e serviços da Universidade.

A Agência UEL de Notícias, vinculada à Coordenadoria de Comunicação da UEL (COM/UEL), atingiu na última segunda-feira (28) a marca de 1 milhão de visualizações superando em 30% o volume do ano passado que chegou a 707 mil views. O resultado era esperado para o final do ano, porém foi alcançado nos primeiros nove meses do ano, dado ao interesse maior do público por informações científicas de credibilidade em virtude da pandemia do novo Coronavírus. Outro fator que deu um impulso para o aumento de leitores foi a implantação do novo portal O Perobal, em agosto passado, além da disseminação do conteúdo utilizando as mídias sociais.

Para o Coordenador de Comunicação Social da UEL, professor Sérgio Gerelus, ter alcançado 1 milhão de visualizações representa um termômetro da produção relevante de conteúdo de tudo que é feito na Universidade, considerando quantidade e qualidade. Ele destaca que há dois anos uma equipe de jornalistas tem trabalhado para potencializar essa leitura na rede mundial, utilizando as ferramentas de mídias sociais. Outro fator que impulsionou a leitura foi o novo site, o Perobal, que, na avaliação dele, fez com que as matérias e reportagens fossem colocadas em uma “vitrine”, de forma organizada, facilitando a leitura.

(Divulgação/COM/UEL)

Ele destaca que a UEL não parou durante os últimos seis meses, pelo contrário, manteve um ritmo de produção muito grande, mesmo com a suspensão das aulas presenciais de graduação entre março e junho. “As pesquisas têm se destacado, especialmente na área da Covid-19, e temos ainda uma centena de serviços prestados à população, que tem nos procurado nesse momento de crise”, avaliou o Coordenador. Ainda segundo Gerelus, a UEL produz conhecimento, ciência, tecnologia e é um grande prestador de serviços. “Entendo que temos grande credibilidade junto à população. E nesse momento é natural o interesse maior sobre fatos e informações sobre saúde e educação. A Universidade é vista como uma alternativa para os problemas atuais”, define.

A editora da Agência UEL e chefe da Divisão de Jornalismo, jornalista Mirian Peres da Cruz, explica que a preocupação maior é manter atualidade e profundidade. Segundo ela, a rotina exige de oito a 10 horas de dedicação diária, de segunda a sexta-feira, incluindo a leitura atenta aos e-mails que chegam todos os dias, distribuição de pautas aos repórteres e a comparação com os assuntos abordados em sites de outras Universidades de grande porte, das Instituições Públicas Estaduais paranaenses, do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e dos portais das agências de fomento à pesquisa como a Fundação Araucária, Fapesp, CNPq e FINEP.

Ela explica que o novo layout do portal era aguardado há muitos anos pela comunidade interna. A inovação acabou se tornando mais atraente para novos leitores que puderam contar com uma moderna disponibilização do menu de matérias, tornando-se mais dinâmico. “Isso colaborou de maneira positiva para mais visualizações. Essas mudanças também tornaram o site responsivo, facilitando para os leitores que acessam via telefone celular”. Ainda segundo ela, o maior interesse no portal da UEL, em um momento em que existe verdadeira avalanche de Fake News, demonstra a procura do público por fontes confiáveis de informação.

Ela ressalta que o papel da Universidade é exatamente combater as Fake News, garantindo a credibilidade e divulgando um conteúdo de qualidade. “Trabalhamos com informações técnicas, checadas, que fazem com que tenhamos um portal absolutamente seguro. Nosso foco são os serviços, pesquisas e ações da Universidade com o respeito e comprometimento que o público-leitor merece”, destaca.

Números – Segundo informações do google analitics, a Agência UEL tem 110 mil visualizações/mês, 411 mil usuários, ou seja, IPs de pessoas que entram regularmente para conferir o conteúdo. A grande maioria do público acessa o conteúdo por meio do telefone celular. Todos esses números foram alcançados a partir da postagem de informações exclusivamente das atividades acadêmicas da UEL, com mídia orgânica, ou seja, sem qualquer pagamento para impulsionar o conteúdo, como ocorre com agências, sites e portais comerciais que adotam essa estratégia para alavancar o número de leitores e visualizações.

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também