Governo articula criação de centros de escrita acadêmica em universidades públicas

Governo articula criação de centros de escrita acadêmica em universidades públicas

As sete IEESs do PR deverão receber o programa Academic Writting And Research Development.

O Governo do Estado, por meio da Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, articula a criação de oito centros de escrita acadêmica em instituições públicas de ensino superior localizadas no Paraná. A iniciativa foi anunciada em reunião entre o superintendente de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, a diretora do escritório de Ensino de Língua Inglesa da Embaixada e Consulados dos EUA no Brasil, Jennifer Uhler, e o professor da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e coordenador-geral do projeto, Ron Martinez.

Os espaços fazem parte do programa Award (Academic Writting And Research Development) e serão localizados nas universidades estaduais de Londrina (UEL), Maringá (UEM), Ponta Grossa (UEPG), Oeste do Paraná (Unioeste), Centro-Oeste (Unicentro), Norte do Paraná (UENP) e Estadual do Paraná (Unespar), e na Universidade Federal do Paraná (UFPR).

(Divulgação/AEN/SETI).

Projeto

Com o apoio da Embaixada Americana no Brasil, o projeto vai ampliar a inserção internacional de pesquisas inovadoras desenvolvidas no Estado. “Queremos aumentar o alcance do trabalho realizado nas nossas instituições, estabelecendo novas parcerias e acordos com universidades que são referência no mundo. Os centros serão uma importante rede de apoio e formação para os pesquisadores paranaenses”, destaca Aldo Bona.

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), órgão vinculado ao Ministério da Educação, valoriza publicações internacionais de alto impacto em revistas científicas. As publicações contam pontos em avaliações nacionais e em rankings estrangeiros.

Os centros de escrita também auxiliarão na revisão e elaboração de trabalhos e artigos acadêmicos escritos na língua inglesa. Os revisores são os professores, alunos de mestrado, doutorado e de cursos de graduação.

Formação – O professor e coordenador geral do Award, Ron Martinez, explica que na etapa inicial do projeto foi ofertado um curso de formação em inglês para 10 professores. “Na nossa primeira experiência tivemos um excelente resultado com os pesquisadores. Os centros são modelos já utilizados por inúmeras universidades, principalmente no que se refere à língua inglesa. Existe um grande número de pesquisadores que necessitam desse auxílio para aumentar a chance dos seus estudos serem publicado internacionalmente”, afirmou.

(Com texto e informações AEN/SETI).

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também