Portaria institui Grupos de Trabalho para planejar ações de aplicação da Política de Inovação da UEL

Portaria institui Grupos de Trabalho para planejar ações de aplicação da Política de Inovação da UEL

Grupos têm participação de 23 pesquisadores da Universidade, com a proposta de gerir acordos de transferência e licenciamentos.

Portaria assinada pelo reitor Sérgio Carvalho, no final de fevereiro, instituiu Grupos de Trabalho (GT) para desenvolver ações estruturantes visando aplicação da Política de Inovação de Ciência e Tecnologia da UEL, aprovada em setembro passado, com os objetivos de estimular a inovação e gerir acordos de transferência e licenciamento de tecnologia. O documento representa ferramenta importante para a proteção da propriedade intelectual e possibilita a prestação de serviço técnico especializado ou extensão tecnológica, além de criar regras para uso e compartilhamento de infraestrutura e de recursos humanos.

Pela Portaria 653/2022, o total de 23 pesquisadores de diversas áreas do conhecimento serão os responsáveis pela análise e sugestões de ações para tirar do papel a recém-aprovada Política de Inovação, criando novo ambiente para atividades relacionadas à área. Os GTS trabalham em três áreas distintas – atualização da resolução de prestação de serviços técnicos e extensão tecnológica; regulação da participação e remuneração de servidores nos projetos com fomento externo e regulação do compartilhamento e permissão de uso de laboratório, equipamentos, recursos humanos e capital intelectual.

Diretor da Aintec, Edson Miura, ressalta a importância do fortalecimento da Política de Inovação da Instituição.

De acordo com o diretor da Agência de Inovação Tecnológica (AINTEC) da UEL, Edson Miura, o trabalho desses grupos se soma à nomeação dos professores Admilton Gonçalves de Oliveira Júnior (Departamento de Microbiologia/CCB) e Têmis Chenso da Silva Rabello Pedroso (Departamento de Direito Privado/CESA), no final do ano passado, que passaram a ter parte da carga horária dedicada à Agência. O objetivo é fortalecer o trabalho da Aintec e, consequentemente, a nova Política de Inovação.

Segundo Miura, os professores que compõem os GTs foram indicados pela Aintec, Gabinete da Reitoria e pelas Pró-reitorias de Pesquisa (Proppg) e de Extensão, Cultura e Sociedade (Proex). Todos os integrantes apresentam perfil empreendedor, com atuação nas prestação de serviços ou coordenação de pesquisas em Laboratórios Multiusuários.

Na visão do diretor da Aintec, a Política de Inovação da UEL deverá ajudar os pesquisasdores em demandas como Licenciamento de Tecnologia e Parcerias Público Privadas, a partir da criação de mecanismos internos, devidamente regulamentados. Ele explica que se trata de um passo importante para a UEL rumo ao cenário de inovação, em que pese a existência de legislação estadual e o Marco Legal de Ciência e Tecnologia.

Ainda de acordo com o diretor da Aintec, todos os três GTs contam com apoio de um advogado, profissional com conhecimento da área de inovação para respaldar as avaliações e decisões. A Portaria que instituiu os GTs prevê ainda a entrega de relatório com as conclusões para a administração da UEL até junho, juntamente com um Manual de Procedimentos, que traz a aplicação de normas e processos.

(FOTO: fachada da Aintec/Arquivo/COMUEL).

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também