Levantamento inédito mapeia materiais descartados em Centros de Estudos e unidades

Levantamento inédito mapeia materiais descartados em Centros de Estudos e unidades

Materiais recolhidos foram encaminhados ao Centro de Resíduos. Eles serão separados, descritos e quantificados.

Quantos e quais tipos de materiais recicláveis são descartados na Universidade? Esse é o questionamento que o projeto “UEL com Menos Plástico” e o Programa ReciclaUEL vão responder a partir da coleta de resíduos feita em todo o Campus. A ação inédita, além de quantificar e qualificar os resíduos, vai apontar os tipos de plásticos mais utilizados nos diversos setores da Instituição. A previsão é finalizar o levantamento até o final do mês de março.

Foram recolhidos os materiais dos Centros de Estudos e setores da Universidade, pela equipe da Prefeitura do Campus (PCU). Todo o descarte foi levado para o Centro de Resíduos, na entrada da Fazenda Escola, e passa agora por separação, pesagem e medição do volume.

Trabalho conjunto do Programa Recicla UEL, Prefeitura do Campus e projeto UEL com menos plástico vai contabilizar volume de materiais descartados em Centro de Estudos e demais unidades.

O grande diferencial da ação, segundo a coordenadora do projeto, Edinéia Vilanova Grizio-Orita, professora do Departamento de Geociências, do Centro de Ciências Exatas (CCE), é o detalhamento com relação ao tipo de material. Os plásticos, por exemplo, não são colocados todos juntos, mas divididos conforme os sete tipos de classificação existentes. Essa classificação pode ser vista na parte inferior do material, com a indicação do símbolo reciclável com número de 1 a 7.

A professora Edinéia ressalta que esse trabalho é uma grande conquista para a Universidade, para formar um banco de dados com as informações sobre a coleta. “É importante ter esses dados para comparar com os próximos levantamentos e dessa forma, verificar como está se comportando, se há diminuição ou aumento dos tipos de produtos, em quais ambientes estão na Universidade, e ainda propor ações de Educação Ambiental, pensando na realidade encontrada no Campus”.

Como lembra Maria José Sartor, coordenadora do ReciclaUEL, anualmente são feitas classificações do material reciclável para o Plano de Gerenciamento de Resíduos, com peso e tipo de material, mas com esse detalhamento é a primeira vez. “Ele é importante para saber o que gera, quanto gera e as ações que podem ser feitas para diminuir o uso dentro do Campus”, explica.

Conscientização Coletiva

Papel, papelão, isopor, copo plástico de água e de café estão entre os principais materiais encontrados. Um problema já identificado é que materiais orgânicos, como borra de café e casca de banana são encontrados junto aos materiais recicláveis.

Para Edinéia Vilanova Grizio-Orita, essa identificação indica como está a realidade de cada Centro de Estudos com relação ao descarte, além de discutir as possibilidades de destinação e separação, envolvendo a comunidade universitária. “A ideia é sensibilizar e não impor. Sensibilizar com a causa, com os benefícios econômicos e ambientais de se fazer uma separação efetiva”, afirma.

Além de Edinéia Vilanova Grizio-Orita e Maria José Sartor, fazem parte da equipe responsável pelo levantamento, a estagiária do Programa ReciclaUEL, Ana Carolina Trojan, e os estudantes do curso de Geografia, Jeferson dos Santos Junior, Davi Rodrigues Oliveira e Laura Gomes da Costa.

Participaram ainda os demais membros do projeto UEL com Menos Plástico, o técnico em assuntos universitários do Laboratório de Tecnologia Educacional (LABTED), Paulo Sérgio Negri, e os estudantes Fernanda de Oliveira Massi, do curso de Design de Moda e Otavio Zucoli Zanardi, do curso de Direito.

Mais informações sobre as ações do projeto podem ser acompanhadas no perfil @uelcommenosplastico.

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também