Publicado pela Eduel, “Noites de Médan” aborda seis visões da Guerra Franco-Prussiana

Publicado pela Eduel, “Noites de Médan” aborda seis visões da Guerra Franco-Prussiana

O livro reúne contos de seis grandes autores franceses, entre eles Émile Zola e Guy de Maupassant.

Willian C. Fusaro

Agência UEL


A Guerra Franco-Prussiana (1870-1871) foi um conflito que redefiniu a atuação dos estados europeus no fim do século XIX. A guerra teve como saldo uma dura derrota da França após seis meses: sitiado pelos fortes exércitos dos estados prussianos, o país perdeu 140 mil soldados e teve mais de 400 mil feridos em guerra, além de perder quase a totalidade do território da Alsácia-Lorena (a retomada do controle da região foi uma das causas da Primeira Grande Guerra, que durou entre 1914 e 1918). Do lado prussiano, a guerra resultou na formação da Alemanha, uma das grandes potências da época.

Esse grande conflito, que redefiniu a Europa no século XIX, é o pano de fundo do livro “Noites de Médan” (EDUEL, 2022). A obra traz seis contos de seis grandes autores franceses, entre eles autores famosos internacionalmente: Émile Zola e Guy de Maupassant, além de J.K Huysmans, Henry Céard, León Hennique e Paul Alexis. Os textos foram reunidos e traduzidos por Dilson Ferreira da Cruz, pós-doutorando no Programa de Pós-Graduação em Semiótica e Linguística Geral (USP), diretamente do francês.

(Divulgação/EDUEL).

De acordo com o tradutor, dos seis textos selecionados, somente um já foi publicado em português: “Bola de Sebo”, de Guy de Maupassant. Os outros cinco textos, incluindo o conto de abertura, “O Moinho”, de Zola, são inéditos. Em “O Moinho”, o leitor é convidado a ver os estragos provocados pela guerra; já o segundo, “Bola de Sebo”, traz um desdobramento dos efeitos do conflito para quem não participa diretamente, enquanto o terceiro conto, “Sentido”, mostra a guerra sob a ótica de um jovem, que acaba de se formar e decide se alistar voluntariamente, sem ter a dimensão do que é, de fato, uma guerra. 

“São seis visões distintas da guerra, sempre pela ótica dos vencidos”, afirma o tradutor. “Alguns textos são mais intimistas, outros menos, pois mostram Paris sitiada pelas tropas prussianas em um cerco que durou três meses e ocasionou a carestia de alimentos, por exemplo”, afirmou o tradutor. O cerco prussiano é um evento histórico bastante importante, pois, como lembra Dilson, desestabilizou o império francês e causou a primeira experiência socialista da história, a Comuna de Paris.

Serviço

Título: “Noites de Médan” (EDUEL, 2022, 244p.)

Valor: R$ 70,00.

Tradução: Dilson Ferreira da Cruz.

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também