Parceria entre UEL e Fundação de Esportes de Londrina investe em novos talentos do voleibol

Parceria entre UEL e Fundação de Esportes de Londrina investe em novos talentos do voleibol

Os jovens atletas treinam divididos em cinco categorias: Sub-18, Sub-19, Sub-21, Universitário e Adulto.

O Projeto Voleibol 21 de Outubro oferece treinamento a atletas que têm perspectivas de se tornarem jogadores de alto rendimento. O projeto, iniciado em 2020, é uma parceria entre a Atlética 21 de Outubro, do Curso de Educação Física/Centro de Educação Física e Esporte (CEFE), a Fundação de Esportes de Londrina (FEL) e a Prefeitura de Londrina, via Fundo Especial de Incentivo a Projetos Esportivos (FEIPE). Coordenado pelo responsável técnico Mateus Rodrigues de Carvalho Elias, o projeto conta com mais de 30 atletas, divididos em categorias, que treinam diariamente na quadra de vôlei do CEFE. 

Os atletas treinam divididos em cinco categorias: Sub-18, Sub-19, Sub-21, Universitário e Adulto. A categoria Universitário tem participantes dos sexo masculino e feminino e é tocada via Associação Atlética da UEL. Os treinos ocorrem todos os dias, em horários diferenciados. Por meio do Edital, o projeto captou R$ 60 mil para a modalidade Adulto e R$ 90 mil para as modalidades para jovens. Os investimentos foram destinados à compra de equipamentos e viagens.

Mais de 30 atletas são atendidos pelo projeto com treinos regulares na quadro do CEFE.

Apesar de ter iniciado em 2020, os atletas ficaram sem treinar nas dependências da UEL durante dois anos, devido à pandemia e ao fechamento das atividades do CEFE. Para além do retorno das atividades, Mateus considera que o projeto funciona como uma “retenção de talentos” para o esporte na cidade. 

“Esse tipo de projeto é mais comum em instituições particulares, que oferecem uma bolsa para o estudante; se ele perde a bolsa, para de estudar e de jogar. Na universidade pública, é diferente, afinal o estudante tem a oportunidade de continuar estudando e jogando voleibol”, comenta. Como técnico, Mateus já treinou estudantes de vários cursos, não só de Educação Física ou do curso de Esporte.

Responsável técnico Mateus Rodrigues de Carvalho Elias ressalta que o objetivo do projeto é formar jovens atletas.

Alto rendimento

A relação do treinador Mateus com o voleibol e a UEL é longa. Desde 2011, o treinador, que é egresso da Universidade, trabalha com formação de estudantes para o esporte. No entanto, o Voleibol 21 de Outubro é direcionado a atletas de alto rendimento. “Temos participantes no projeto disputando as principais competições paranaenses, que são o Paranaense Universitário e o Campeonato Paranaense de Vôlei. Não é um projeto para iniciantes. Os participantes que não quiserem se profissionalizar ainda podem jogar nas categorias universitárias, disputar campeonatos, praticar por lazer”, completou o professor. 

Os atuais atletas foram selecionados por teste de vídeo e, depois, por uma prova prática. Neste ano, contudo, devido à entrada de novos estudantes, o treinador vai fazer uma seleção com novos interessados para participar do projeto. Para os iniciantes, o CEFE oferece a Escolinha de Voleibol, destinada a alunos de até 15 anos. A partir dessa idade, o interessado deve participar de uma seleção para treinar.

O jovem atleta de 17 anos, Renan Silva de Paula, é de Faxinal (PR).

Jovem promessa

Um dos jogadores do projeto veio de Faxinal, município 100 km distante de Londrina. Renan Silva de Paula, de 17 anos, está desde o ano passado no projeto e tornou-se o capitão da equipe Sub-19. “Quando entrei, foi em um período em que tinha praticamente abandonado o esporte, por conta da pandemia. Com a melhora da situação, pude voltar a treinar”. Hoje, o jovem, que joga desde os 12 anos, não descarta investir na profissionalização, embora tenha outras ambições. “Quero prestar vestibular para Jornalismo, para trabalhar como jornalista esportivo”, contou.

banner mestrado
banner-03
previous arrow
next arrow
Leia também