Reitoria discute projetos e parcerias com prefeito de Londrina

Reitoria discute projetos e parcerias com prefeito de Londrina

Encontro serviu para discutir o aprimoramento da infraestrutura do Campus, que soma mais de 2 milhões de metros quadrados.

O prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, esteve nesta terça-feira (21) em visita ao Gabinete da Reitoria da UEL para discutir projetos e parcerias com o município que possam reverter em benefícios e serviços para a população. O prefeito foi recebido pela reitora, Marta Favaro, acompanhada do vice-reitor, Airton Petris, e da chefe de gabinete, Lisiane Freitas de Freitas. Também participaram da reunião os professores Alberto Gonzales e Edmarlon Girotto, que atuam na assessoria do Gabinete da Reitoria, e o coordenador do N.Com do município, José Otávio Sancho Ereno.

O prefeito frisou que a visita demonstra a disposição da Administração Municipal em colaborar com a nova gestão da UEL, empossada oficialmente no último dia 9 de junho. O encontro serviu para o prefeito e a reitora discutirem sobre a infraestrutura do Campus Universitário, que soma mais de 2 milhões de metros quadrados, incluindo a Fazenda Escola (Fazesc). A reitora expôs os desafios da nova gestão, que precisa administrar recursos humanos e orçamento apertados sem perspectiva de reposição e ampliação nos próximos quatro anos.

Segundo a reitora, será necessário um grande esforço para crescer e ampliar, considerando todas as dificuldades. “Vamos precisar da ajuda de todos que tem voz”, definiu. Durante o encontro, Marta expôs a preocupação da comunidade interna com os impactos da Lei Geral das Universidades (LGU), aprovada no final do ano passado e que cria parâmetros de financiamento para as Instituições Públicas de Ensino Superior Paranaenses, com regramento de valores mínimos atrelados ao quantitativo de alunos.

A UEL tem hoje 14 órgãos suplementares e de apoio que não foram considerados pela LGU. Dessa forma, serviços fundamentais, como por exemplo o Escritório de Aplicação de Assuntos Jurídicos (EAAJ), não estão contemplados dentro da estrutura da Universidade. Para Belinati, a Universidade precisa considerar novas formas de financiamento e de gestão que possam suprir as necessidades. Marcelo reforçou o apoio da prefeitura para apoiar a UEL nas demandas junto ao governo do Estado e demais instâncias governamentais.

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também