Estudante de Letras da UEL lança segundo livro de poemas

Estudante de Letras da UEL lança segundo livro de poemas

O olho, que reúne 99 poemas, tem 144 páginas. Publicado pela Editora Madrepérola, o lançamento será dia 22, via redes sociais.

Reinaldo C. Zanardi

Agência UEL


O estudante do 4º ano do curso de Letras (Português) do Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH), Jean Carlo Barusso, lança o segundo livro de poemas – O olho. O lançamento vai ser realizado no próximo dia 22, às 18 horas. O estudante escritor lembra que devido ao isolamento social, imposto pela pandemia de COVID-19 – provocada pelo novo coronavírus, o lançamento será online e ao vivo.

Jean Barusso afirma que a transmissão será pela sua conta pessoal na rede social – @jeancarlobarusso. “O evento contará com a presença de diversos artistas de Londrina, Arapongas e Apucarana, prometendo muito vinho, poesia e música. O livro – O olho – tem 144 páginas, publicado pela Editora Madrepérola de Londrina. O valor é de R$ 30,00 e os interessados podem adquirir a publicação diretamente com o autor, pela rede social ou pelo WhatsApp – (43) 99990-2709.

Lançamento é o segundo livro de autoria de Jean Barusso

O livro de Jean Barusso reúne 99 poemas escritos nos últimos cinco anos. “São devaneios sobre linguagem, humanidade, sexo, loucura, política, entre outros temas. Muitos já foram publicados nas mídias sociais, mas uma parte é inédita”, destaca o estudante de Letras. Ele lançou seu primeiro livro – Viva a/à Poesia – em 2016, também publicado pela Madrepérola.

Para a empreitada do segundo livro, o estudante e escritor disse que começou uma campanha de arrecadação de recursos financeiros no último mês de fevereiro último, para pagar a produção literária. “[a campanha foi] interrompida por alguns meses devido à pandemia e retornou em junho. Já são mais de 300 exemplares vendidos para diferentes regiões do país”, afirma o estudante.

Ele diz que o impulso para escrever surgiu na primeira graduação, em Publicidade. “Quando comecei Letras [na UEL], já havia publicado o Viva a/à Poesia. Sem dúvidas, essa nova experiência foi determinante em vários sentidos.” O estudante destaca que houve, de um lado, contato com obras literárias a partir de indicações tanto de professores quanto de outros estudantes; e de outro, transformações sobre a concepção de linguagem, de arte e de literatura.

Jean Barusso afirma que esse cenário – novas obras, novos autores e conceitos diversos – provocou mudanças estéticas e, também, filosóficas, quando se compara os poemas do primeiro livro com os do segundo a ser lançado nos próximos dias. “Houve mais liberdade e tempo para experimentações. No fim das contas, tudo é, no máximo e no mínimo, um experimento linguístico”.

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também