Club Girls Up UEL faz campanha e ampara moradoras da periferia de Londrina

Club Girls Up UEL faz campanha e ampara moradoras da periferia de Londrina

Em Londrina, o Clube Girl Up, iniciativa da ONU, conta com 37 integrantes. Elas são de cursos de graduação da Universidade.

Beatriz Botelho

Agência UEL


Campanha realizada por estudantes da UEL, integrantes do Clube Girl Up UEL, expõe e busca solucionar um problema de milhares brasileiras: a pobreza menstrual. Devido à condição de vulnerabilidade social, muitas mulheres não têm condições para comprar absorventes e manter a higiene pessoal. Por isso, a campanha “Absorventes Já” arrecada doações em valores ou produtos (absorventes) para distribuição junto a moradoras que residem na periferia de Londrina.

A ação é feita em nível nacional, em parceria com os demais Clubes Girl Up brasileiros. A iniciativa atua na conscientização sobre a pobreza menstrual, considerando que o acesso a itens absorventes é dificultado pelo elevado custo do produto. Segundo informações do Clube Girl Up, no Brasil, o absorvente é tributado como item cosmético e não como item de saúde e higiene básica, o que gera a comercialização em valor inacessível a muitas pessoas.

(Divulgação)

Segundo a líder e fundadora do Clube Girl Up em Londrina, Beatriz Maciel, estudante do curso de Direito, do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CESA), no Rio de Janeiro, o Girl Up Elza Soares conseguiu aprovar um Projeto de Lei para inserir o absorvente como item nas cestas básicas do Estado. “A partir daí vários clubes se inspiraram para fazer campanhas de arrecadação e distribuição de absorventes para reduzir a pobreza menstrual, que é a falta de higiene íntima vivida por pessoas em situação de vulnerabilidade”, explica.

Associado ao Programa Internacional de Liderança Girl Up, da Organização das Nações Unidas (ONU), o Clube Girl Up tem como objetivo ajudar agências da própria ONU com enfoque em meninas, adolescentes e mulheres, promovendo projetos relacionados à educação, igualdade e violência de gênero, esportes, matemáticas e ciências voltadas a benfeitorias sociais. O Clube Girl Up UEL é formado atualmente por 37 integrantes, a maioria mulheres, de diversos cursos da Universidade.

Arrecadação – A campanha “Absorventes Já” aceita doações online – AQUI – e pela conta @girl.up.uel, do aplicativo PicPay. Além dos meios virtuais, a doação de materiais pode ser feita em postos de arrecadação, localizados em farmácias e supermercados da cidade. Confira no perfil @girlupuel, a lista de locais, além de mais informações sobre a campanha e o Clube Girl Up UEL.

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também