Cops reforça lista de obras exigidas no Vestibular 2021 da UEL

Cops reforça lista de obras exigidas no Vestibular 2021 da UEL

A listagem reúne 10 autores. As obras serão exigidas nos Vestibulares de 2021 e 2022. A relação contempla uma multiplicidade de gêneros literários.

Pedro Livoratti

Agência UEL


Com a definição das datas do Vestibular 2021 da UEL, a Coordenadoria de Processos Seletivos (COPS) da UEL já planeja o próximo concurso, com foco na manutenção da qualidade das provas, buscando manter o padrão de conteúdo exigido. Para os estudantes que se preparam para o próximo desafio, vale lembrar que a COPS definiu no final do ano passado a nova Lista das Obras Literárias que serão exigidas nos Vestibulares de 2021 e 2022. A listagem reúne 10 autores e sofre modificações a cada dois anos.

Na nova lista, permaneceram três obras dos dois últimos vestibulares: Amor de perdição, de Camilo Castelo Branco; Clara dos Anjos (Lima Barreto) e Poemas escolhidos de Gregório de Matos. Além de autores clássicos da Língua Portuguesa, a lista traz autores contemporâneos, como a brasileira Luci Collin e o angolano José Eduardo Agualusa, e também os já falecidos Carolina Maria de Jesus, Gianfrancesco Guarnieri, Moacyr Scliar.

O escritor Lima Barreto é um dos autores que integra a lista (Crédito: Fotomontagem/JornalUSP).

A relação sugerida pela UEL contempla uma multiplicidade de gêneros literários, desde romance, poema, até narrativas curtas, como conto e crônica, e peça de teatro. São cinco obras clássicas e outras cinco do modernismo e pós-modernismo, além de contemplar a literatura de países africanos de Língua Portuguesa.

Abaixo a lista de obras do Vestibular 2021 e 2022:

A palavra algo – Luci Collin (Iluminuras, 2016)

Amor de perdição – Camilo Castelo Branco (Melhoramentos, 2013)

Casa de pensão – Aluísio Azevedo (Martin Claret, 2013)

Clara dos Anjos – Lima Barreto (Martin Claret, 2011)

Contos novos – Mário de Andrade (Nova Fronteira, 2015)

Eles não usam black-tie – Gianfrancesco Guarnieri (Civilização Brasileira, 2017)

Histórias que os jornais não contam – Moacyr Scliar (LPM Editores, 2017)

O vendedor de passados – José Eduardo Agualusa (Tusquets, 2018)

Poemas escolhidos de Gregório de Matos – Gregório de Matos (Companhia das Letras, 2011)

Quarto de despejo – Carolina Maria de Jesus (Ática, 2019)

Quarto de despejo – Carolina Maria de Jesus (Divulgação)

Datas – O Vestibular da UEL será realizado em uma única fase, em 14 de março do próximo ano, com 50 questões objetivas e a redação. Para garantir o distanciamento seguro, serão colocados menos alunos nas salas de provas. As inscrições serão realizadas de 14 de setembro a 30 de outubro, no site da COPS. O preço público do Vestibular 2021 deverá ser definido nas próximas semanas pelo Conselho de Administração (CA) da UEL.

De acordo com o formato aprovado pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPE), o Vestibular terá 36 questões objetivas de Conhecimentos Gerais; 10 de Língua Portuguesa e Literatura e quatro de Língua Estrangeira. Também será aplicada a prova de redação, com tema único. Os estudantes terão cinco horas para responder todas as questões e a fazer a redação.

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também