UEL atualiza Plano de Contingência e reforça medidas contra o Coronavírus

UEL atualiza Plano de Contingência e reforça medidas contra o Coronavírus

Serviço de Vigilância Covid-19 atua na identificação e acompanhamento dos casos suspeitos e confirmados de Covid-19.

O Grupo de Trabalho Coronavírus (Covid-19) UEL apresentou neste início de semana a segunda versão do Plano de Contingência, Normas, Protocolos e Orientações de Segurança Sanitária que reúne a conduta e todos os passos a serem seguidos pela comunidade universitária, neste momento de superlotação de unidades hospitalares provocado pelo alto nível de contágio. A nova versão traz informações sobre resoluções e Atos Executivos do Governo Estadual e da Reitoria e reforça procedimentos de vigilância como forma de proteção da saúde de estudantes, agentes universitários e professores. A primeira versão foi divulgada em outubro passado.

Segundo o vice-reitor da UEL, professor Décio Sabbatini Barbosa, que preside o grupo de especialistas, a nova versão apresenta texto atualizado e demonstra procedimentos importantes que foram tomados pelo governo e pela Universidade. Para se ter uma dimensão, no ano passado, seis servidores da UEL e do Hospital Universitário (HU/UEL) morreram em consequência da Covid-19.

“Se fosse uma única morte já seria terrível, mas sem dúvida adotamos as providências necessárias divulgando extensamente nosso plano de contingência, realizando treinamentos e nos mantivemos vigilantes”, define o vice-reitor, acrescentando que os profissionais do HU/UEL mantém um protocolo ainda mais rígido de enfrentamento à doença, até pela unidade ser considerada referência regional no atendimento de pacientes acometidos pela Covid-19.

O documento atualizado mantém o protocolo de cuidado individual e recomendações para cuidar dos ambientes de trabalho e de estudo. Também recomenda o uso e a troca de máscaras, utilização de álcool 70% para reforço da higienização das mãos e de mobiliários e de superfícies do ambiente de trabalho e de estudo.

O documento reforça também a necessidade de a comunidade universitária ficar atenta e apoiar o Serviço de Vigilância Covid-19 na identificação e acompanhamento dos casos suspeitos e confirmados do Coronavírus. O objetivo é intervir precocemente para evitar a disseminação da doença. Dessa forma, é fundamental que todos mantenham o hábito de identificar possíveis casos e notificá-los, via Portal do Servidor, no link que direciona ao formulário específico. O trabalho pode ser feito ainda por meio de Aplicativo de celular, já disponibilizado à toda a comunidade. Diante dessas informações a equipe da vigilância manterá contato e realizará o acompanhamento de todos os casos.

Outras experiências – Ainda de acordo com o vice-reitor, todas as Instituições Estaduais de Ensino Superior (IEES) estão sendo provocadas a demonstrar as providências que estão tomando internamente para controlar o Coronavírus. Todas as Instituições contam com o assessoramento de um grupo de especialistas, nos mesmos moldes que a UEL conta com o Grupo de Trabalho Covid-19. “Cada universidade elaborou o seu plano de contingência, que deverá ser divulgado em bloco posteriormente”.

Segundo Décio, houve um compartilhamento de informações entre todas as IEES com o objetivo de melhorar as providências adotadas individualmente. Ele reforça que este trabalho individual considera as diferentes realidades de cada Universidade, já que algumas são multicampi e outras não contam com Hospital Universitário, por exemplo.

Acesse AQUI a versão atualizada do Plano de Contingência e de Orientações contra o Coronavírus da UEL.

Divulgação do vestibular da UEL - 2021
Leia também