Ouvidorias da UEL disponibilizam atendimento via whatsapp

Ouvidorias da UEL disponibilizam atendimento via whatsapp

Usuários poderão acessar formulário para encaminhar solicitações, reclamações, sugestões e denúncias..

A partir desta semana as Ouvidorias da UEL, do Hospital Universitário (HU/UEL) e do Ambulatório de Especialidades do HU (AEHU), localizado no Campus, passam a atender a comunidade por meio do WhatsApp para registro de ocorrências, elogios, solicitação de informações, sugestões, reclamações e denúncias. Para facilitar a comunicação, usuários poderão acessar um formulário para encaminhar a solicitação ou reclamação.

A ferramenta funciona pelo número 43 3371-4405 (Ouvidoria da UEL); 43 3371-2706 (Ouvidoria do HU) e 43 3371-5790 (Ouvidoria do AEHU). O formulário, enviado pela ferramenta, pode ser acessado aqui – Formulário Ouvidoria.

Segundo o Ouvidor Geral da UEL, Antonio Edson Amaral, a ferramenta trará maior facilidade para o cidadão no registro de ocorrências e agilizará o retorno aos atendimentos relacionados às Ouvidorias do HU e AEHU, uma vez que o serviço de WhatsApp representa um canal de comunicação com maior alcance.

Ele explica que a maior demanda tem sido por solicitações de informações relacionadas aos serviços prestados pela Universidade. A partir da implantação do WhatsApp, a expectativa é de que ocorra maior interesse também por parte dos estudantes de graduação e de pós-graduação. O Ouvidor Geral espera também que, mais do que pedir informações e dados sobre a UEL, que a comunidade encaminhe sugestões e avalie os serviços, inclusive os de saúde, que têm grande abrangência junto à população de todo o norte do Paraná.

Repercussão – Para a Ouvidora do AEHU, Ana Maria da Cruz, a inovação vai colaborar para um retorno mais rápido e ágil junto a pacientes e acompanhantes sobre dia e horário de atendimentos das especialidades, informações sobre receitas, já que muitos pacientes são provenientes de outras cidades. “Muitas vezes eles não conseguem falar o que realmente estão precisando. Com o WhatsApp teremos agilidade no contato com residentes e docentes sobre informações solicitadas pelos pacientes, entre outros”, definiu Ana Maria.

Para a Ouvidora do HU, Maurênia Nielsen, o WhatsApp servirá para melhorar as respostas junto ao público, uma vez que médicos serão acionados para detalhar tratamentos e para responder solicitações de familiares. “Vamos ganhar agilidade e também será importante para atuar no caso de queixas e poder trabalhar com registro de fotos e de imagens”, afirmou Maurênia.

banner mestrado
banner-03
previous arrow
next arrow
Leia também