Mapeamento mostra quase totalidade de vacinados na comunidade universitária

Mapeamento mostra quase totalidade de vacinados na comunidade universitária

Dados servirão de base para as discussões sobre o planejamento do retorno às aulas presenciais, dia 24.

É de 98,85% a média de vacinados entre os membros da comunidade universitária, segundo dados dos questionários respondidos até ontem (17) nos respectivos Portais – Portal do Servidor, Portal do Estudante, e Portal do Estudante de Pós-graduação. O número é superior aos índices de Londrina e do Paraná. Responderam o questionário 10.776 alunos de graduação (98,92% de vacinados), 1.427 docentes (98,95%) e 1.738 agentes universitários (98,68%). Os dados coletados servirão de base para as discussões sobre a organização e planejamento do retorno às aulas presenciais, na próxima segunda-feira (24). Os cursos de pós-graduação mantêm o calendário remoto, com atividades presenciais excepcionais, particularmente nos programas stricto sensu.

A comunidade universitária é formada por 21.862 pessoas, somando 17.409 estudantes (13.127 de graduação e 4.282 de pós-graduação), 1.807 docentes e 2.646 servidores técnico-administrativos (dos quais 1.422 são do Hospital Universitário). Até a manhã de hoje, 18 de janeiro, 82,13% dos estudantes de graduação e 86,33% dos docentes já haviam preenchido o formulário, que continua disponível para preenchimento. O formulário solicita informações sobre a situação vacinal, quantas doses foram aplicadas e também exige o envio (upload) de comprovante.

Compromisso coletivo

Para o reitor em exercício, professor Décio Sabbatini Barbosa, a comunidade universitária demonstrou, mais uma vez, seu compromisso com o coletivo. “A participação no mapeamento foi bastante alta, mas ainda precisamos que os não respondentes participem do mapeamento. A taxa de cobertura vacinal entre os que responderam é superior às expectativas. Quase a totalidade de nossa comunidade valorizou a ciência e aderiu à vacinação”, avaliou. Para ele, os resultados são importantes porque demonstram que a estratégia de aguardar a vacinação foi adequada. “Agora podemos preparar o retorno presencial com um nível de segurança muito maior”, complementa.

O retorno às aulas obedece a todos os protocolos sanitários estabelecidos no Plano de Contingência, Normas, Protocolos e Orientações de Segurança Sanitária para Enfrentamento da COVID-19 da Universidade e se baseia no monitoramento diário do Serviço de Vigilância COVID-19 da UEL.

Com retorno gradual das aulas presenciais, Câmara de Graduação reitera início a partir de 24 de janeiro

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também