Novos chefes de Departamento e coordenadores de Colegiados tomam posse em cerimônia presencial

Novos chefes de Departamento e coordenadores de Colegiados tomam posse em cerimônia presencial

Eles assumem os cargos a partir desta quarta-feira (16) para um mandato de dois anos.

Os 57 novos chefes de Departamentos e 44 coordenadores de Colegiados de Curso da UEL tomaram posse nesta terça-feira (15) durante cerimônia realizada no Anfiteatro do Centro de Estudos Sociais Aplicados (CESA), no Campus Universitário. Os novos titulares serão os responsáveis pela condução administrativa e acadêmica dos cursos de Graduação pelos próximos dois anos. Os recém-empossados assumem os cargos nesta quarta-feira (16).

Fora as solenidades de formatura, esta foi a primeira cerimônia realizada de forma presencial na UEL, depois do início da pandemia, em março de 2020. Curiosamente a última cerimônia realizada com a presença de pessoas no Campus foi a posse dos chefes e dos coordenadores, há dois anos. Os professores que deixaram os cargos foram os responsáveis pela implantação e realização das aulas e demais atividades acadêmicas por meio do ensino remoto emergencial.

Ao todo 57 novos chefes de Departamentos e 44 coordenadores de Colegiados tomaram posse.

Esforço e dedicação

Nesse momento em que a Universidade retoma em 100% as atividades presenciais, a posse dos novos titulares trouxe um sentimento de alegria e alívio. Em seu discurso o reitor da UEL, Sérgio Carvalho, lembrou do esforço da administração, dos membros que integram os Conselhos Superiores, juntamente com chefias de Departamentos e Coordenadores, para que todos os cerca de 13 mil estudantes de graduação tivessem acesso às atividades virtuais.

Foi necessária ampla campanha que contou com a colaboração e doação de recursos e equipamentos por parte da Receita Federal, Assembleia Legislativa, comunidade interna da UEL e o Governo do Paraná para que todos os estudantes tivessem acesso a dispositivos móveis.

Segundo o reitor, no início da pandemia do novo Coronavírus, a preocupação maior foi com os estudantes que estavam concluindo cursos de graduação. “Foi um período difícil em que o país demandou por profissionais especializados, sobretudo os de saúde”, lembrou ele. Ainda de acordo com o reitor, a participação dos professores foi fundamental para que a Universidade pudesse se adaptar ao chamado novo normal. Ele cumprimentou os chefes e coordenadores que estão deixando os cargos e entregou simbolicamente um certificado, onde agradeceu pela condução das atividades desenvolvidas nos últimos dois anos.

banner mestrado
banner-03
previous arrow
next arrow
Leia também