Encontros do Pibid e Residência Pedagógica debatem a formação de professores

Encontros do Pibid e Residência Pedagógica debatem a formação de professores

Os eventos serão online, no sábado (19), a partir das 8h30, com 20 salas virtuais. Participam 36 professores e 288 residentes.

O Programa Institucional de Iniciação à Docência (PIBID) e o Programa de Residência Pedagógica, vinculados à Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD), promovem neste sábado (19), a partir das 8h30, o IX Encontro do PIBID/UEL e II Encontro da Residência Pedagógica. O evento será virtual e pode ser acompanhado em endereço no Youtube.

Ao todo serão 20 salas virtuais que estarão sob responsabilidade dos respectivos coordenadores de área e orientadores da UEL. A palestra de abertura será ministrada pela professora Cristiane Antonia Hauschild Johann da UNIVATES (Lajeado/RS). Ela vai abordar o tema “A formação de professores no âmbito dos programas Pibid e Residência Pedagógica: desafios e perspectivas”. A convidada, além de Coordenadora Institucional do Programa Residência Pedagógica em sua instituição é presidente do Forpibid-RP, instância representativa dos Programas Pibid e Residência Pedagógica junto à CAPES.

Segundo informações do coordenador institucional do PIBID UEL, professor Marcelo Alves de Carvalho, do Departamento de Física/Centro de Ciências Exatas (CCE), os encontros são abertos ao público, destinados para os estudantes das licenciaturas da UEL, professores da rede pública de ensino e demais interessados na área de formação de professores.

(Divulgação).

PIBID na UEL

O PIBID é um programa da CAPES que é realizado na UEL desde o ano de 2009. De acordo com o professor Marcelo, hoje o Programa envolve 16 licenciaturas da UEL. “O objetivo é promover a integração entre a educação superior e a educação básica das escolas federais, estaduais e municipais”, diz.

Segundo ele, são cerca de 192 bolsas de Iniciação à Docência para os estudantes de várias licenciaturas, além da participação de 24 professores da educação básica que supervisionam os estudantes nas escolas. Os trabalhos são coordenados por professores das licenciaturas que também recebem bolsas da CAPES. Dessa maneira, incentiva a formação de professores em nível superior para a educação básica, ao mesmo tempo em que reforça a valorização do magistério.

Licenciaturas

Já a Residência Pedagógica é um programa novo da CAPES, instituindo em 2018. Na UEL é coordenado pelo professor Vladimir Moreira, do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas/Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH). A finalidade da Residência é apoiar a articulação entre teoria e prática em cursos de licenciatura, conduzidos em parceria com as redes públicas de educação básica.

O objetivo é o aperfeiçoamento do estágio curricular supervisionado por meio da imersão do licenciando, que já esteja na segunda metade do curso, em escolas de educação básica. A imersão contempla, entre outras ações, a regência de sala de aula e intervenção pedagógica. São 288 estudantes residentes na UEL, acompanhados por 36 professores da educação básica e com os atividades coordenadas pelos professores da UEL de diversas áreas, todos bolsistas do programa. Assim como no Pibid, o programa visa o aperfeiçoamento da formação de professores para a educação básica e a valorização dos cursos de licenciatura.

banner mestrado
banner-03
previous arrow
next arrow
Leia também