Mestranda do CCH conduz debate sobre obra exigida no Vestibular da UEL

Mestranda do CCH conduz debate sobre obra exigida no Vestibular da UEL

Resenhas sobre os livros cobrados no vestibular da UEL estão disponíveis na playlist Literatura na Biblioteca, no Youtube.

publicado por

Agência UEL


Pensando em ajudar os vestibulandos da UEL e atrair os amantes da literatura, a Secretaria Municipal de Cultura (SMC) vai realizar, na próxima segunda-feira (19), um debate on-line sobre o livro “Histórias que os jornais não contam”, do escritor Moacyr Scliar. O encontro será transmitido às 18h30, no canal oficial das Bibliotecas Públicas Municipais, no Youtube (clique aqui), com condução da mestranda do Programa de Pós-graduação em Letras – Estudos Literários, Camila Nakamura Vieira, graduada em Letras/Português pela UEL.

Para participar não é preciso se inscrever com antecedência. Além disso, a organização informa que a gravação da transmissão fica salva na playlist Literatura na Biblioteca, no mesmo canal. O material salvo pode ser revisto quantas vezes forem necessárias, assim como é possível pausá-lo para fazer anotações.

Para a coordenadora de Atendimento, Programação e Extensão, da Secretaria Municipal de Cultura, Tatiane Batista dos Santos, a transmissão on-line possibilita uma participação ampla da sociedade, o que pode ser percebido pelo número de visualizações, que variam de 80 até 1.143 vezes. “O alcance do projeto vai muito mais longe com o formato remoto. Ele permite a interação com o público, que de outra forma não seria possível. Na última transmissão que fizemos, por exemplo, a autora da obra, que mora em Curitiba, entrou, participou e agradeceu aos presentes. Foi muito bacana!”, contou a coordenadora.

O objetivo da atividade é tratar a respeito da obra, que está na lista dos 10 livros que serão cobrados no Vestibular 2022 da UEL, que será aplicado em 6 de março do próximo ano. Dessa maneira, a Prefeitura de Londrina espera ajudar o vestibulando a compreender o contexto da produção do livro, a história de vida do escritor escolhido e os acontecimentos políticos, sociais e culturais que permearam a criação.

Obra

“Histórias que os jornais não contam” será a quinta obra abordada no Projeto Literatura na Biblioteca. O livro do autor contemporâneo traz histórias ficcionais escritas a partir de fatos cotidianos retratados em notícias de jornal. Foi feita uma seleção de 54 crônicas, publicadas entre 2004 e 2008, no jornal Folha de S.Paulo, onde Scliar era colunista. Ao abordar a realidade social da classe média urbana no Brasil, o autor abriu espaço para a crítica social, o comentário político e o humor. A maioria dos textos estão em terceira pessoa e variam entre notícias pequenas, com uma ou duas linhas, até um conjunto delas falando sobre o mesmo tema.

Além desse livro, ainda serão tratados, até o final deste ano, “Eles não usam black-tie”, de Gianfrancesco Guarnieri; “Poemas escolhidos de Gregório de Matos”, de Gregório de Matos; “Clara dos anjos”, de Lima Barreto; “Contos novos”, de Mário de Andrade e o “O vendedor de passados”, de José Eduardo Agualusa.

(Com informações do N.COM/Prefeitura de Londrina).

Divulgação do vestibular da UEL - 2021
Leia também