Projeto de extensão aborda saúde única nas redes sociais

Projeto de extensão aborda saúde única nas redes sociais

Iniciativa conta com a participação de cerca de 40 estudantes dos cursos de Medicina Veterinária, Odontologia, Fisioterapia e Serviço Social.

O cenário de pandemia, já há mais de um ano presente na vida dos brasileiros, trouxe uma série de questionamentos para um grupo de pesquisadores, composto por professores e estudantes de diversas áreas da Saúde. Divulgar o tema da saúde única, que trata da indissociabilidade entre a Saúde humana, ambiental vegetal e animal, é o objetivo do projeto de extensão “Educação em saúde única por meio de mídias sociais e outras tecnologias”, coordenado pela professora do Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, Eloiza Teles Caldart, do Centro de Ciências Agrárias (CCA).

O projeto conta com a participação de cerca de 40 estudantes de cursos de Medicina Veterinária, Odontologia, Fisioterapia, Serviço Social, Biologia, Enfermagem, Direito e Administração, além de pós-graduandos de diversos programas de pós-graduação, formados e professores, e visa disseminar à população, por meio das redes sociais, os benefícios do conceito de Saúde única. “Com 70% das doenças do planeta são zoonoses, isto é, transmissíveis aos humanos por animais, pensar a saúde vegetal, humana e animal é essencial para a saúde geral de todos”, afirma Eloiza.

(Divulgação/Projeto).

O grupo está na ativa desde novembro de 2020, quando o projeto foi aprovado. Na ocasião, os números da Covid-19 seguiam subindo sem previsão de baixa, o grupo decidiu, em virtude do cenário, redirecionar os estudos para a saúde única. “Nós também observamos que os estudantes sentiam-se muito motivados com projetos que saíssem do esquema da aula online. Começamos com 28 estudantes da Veterinária e já chegamos a quase 50”, afirma a coordenadora.

Plataformas e agregadores 

O grupo se divide em vários subgrupos de trabalho, que trata, com periodicidade definida, sobre temas relevantes da Saúde única nas redes. Os trabalhos começaram no mês de maio. “Já abordamos o tema ‘Saúde única’ de modo geral, depois a questão dos animais atropelados e do desequilíbrio ambiental nos ambientes urbanos. Também tratamos do tema da vacinação, não só contra a Covid-19, mas também contra zoonoses e vacinação de animais de estimação”, comenta a professora.

Para chegar no público, o projeto de extensão está em várias redes sociais e agregadores. “Nosso intuito era, como um projeto de extensão, sair da Universidade, mas devido à pandemia isso ficará para outro momento. Nosso público alvo é formado por pessoas simples, que têm que saber do que se trata a saúde única”, comenta Eloiza.

O próximo foco dos pesquisadores é ir a campo, nas Unidades de Saúde Básica (UBS), em empresas (principalmente públicas) e escolas públicas, o que deve ocorrer quando a situação sanitária melhorar. “As crianças são importantes nesse projeto, pois elas são disseminadoras de informações dentro das próprias famílias”, afirma Eloiza.

Confira os diferentes canais de divulgação do projeto – EducaSaúdeÚnica, Educa.UEL, Canal Saúde Única, Spotify.

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também