Simpósio que discute gênero e políticas públicas será aberto nesta segunda (28), às 19 horas

Simpósio que discute gênero e políticas públicas será aberto nesta segunda (28), às 19 horas

Além de painéis e mesa-redonda, serão realizados sete minicursos e a apresentação de pesquisas e relatos de experiências em 21 grupos de trabalho.

Reinaldo C. Zanardi

Agência UEL


Com o objetivo de aprofundar o debate sobre a perspectiva de gênero nas políticas públicas nacionais, regionais e locais, começa hoje o 6º Simpósio Gênero e Políticas Públicas. O evento é realizado pela UEL e Associação Brasileira de Ciência Política. Tem como objetivo discutir consequências sociais da articulação entre gênero e políticas públicas, seus avanços e retrocessos. O simpósio vai até a próxima quinta-feira(1º de outubro).

A abertura oficial do 6º Simpósio Gênero e Políticas Públicas será nesta segunda-feira (28), às 19 horas e a conferência às 19h30, com o tema “Segurança pública e interseccionalidade: um olhar para o projeto das feministas negras”, com Carla Akotirene, da Universidade Federal da Bahia (UFBA). A transmissão das atividades pode ser acessada AQUI. Além de painéis e mesa-redonda, serão realizados sete minicursos e a apresentação de pesquisas e relatos de experiências em 21 grupos de trabalho.

(Divulgação)

Amanhã (29), das 14 às 16 horas, será realizado o painel I, com o tema “Avaliação de Políticas Públicas de Inclusão e Direitos Reprodutivos”. Participam do debate, Anahi Guedes de Mello (UFSC), Débora Anhaia de Campos (Ambulatório Solidário para Pessoas Trans), Susana Feitosa de Lacerda (Ministério Público do Estado do Paraná) e Verônica Ferreira (SOS Corpo).  Às 19 horas, Roda de conversa “Mulheres em movimento”, com Magali Mendes (Promotora Legal Popular – Campinas), Eliane Queiroz (Ocupação Flores do Campo) e a convidada Ludmila Teixeira.

Confira a programação dos demais dias:

30/09, às 16 horas: – Painel II: “Avaliação de políticas públicas para redução de desigualdades”, Cássia Carloto (UEL), Teresa Mendes (Movimento Social de Mulheres Negras), Silvani Valentim (CEFET/MG) e Rosalina Batista (Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Londrina). Das 19h às 21h – mesa-redonda “A defesa dos Direitos Humanos no contexto brasileiro”, Preta Ferreira (Ocupação 9 de julho), Sônia Guajajara (Liderança indígena), Andréa Pires Rocha (UEL) e João Akira (Ministério Público Federal).

1º/10, das 19 às 21 horas – mesa-redonda “Perspectivas para as políticas de gênero no Brasil de hoje”, com Flávia Biroli (UnB, ABCP), Josimara Delgado (UFBA) e Ana Lúcia Pastore Schritzmeyer (USP, ANPOCS).

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também