Telemedicina é tema do ciclo de palestras de Direito e Tecnologia

Telemedicina é tema do ciclo de palestras de Direito e Tecnologia

Programação traz convidados envolvidos na implantação, uso e estabelecimento das novas regras para a Telemedicina.

Como parte do ciclo de palestras de 2020, o Programa de Formação Complementar Direito e Tecnologia da UEL realiza mais uma edição da aula aberta nesta quinta-feira (26), às 19 horas, via Google Meet. O tema será “Telemedicina: desafios, avanços e limites éticos e jurídicos”. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas – AQUI.

Aberto a todos os interessados na temática, o evento tem como objetivo analisar os benefícios que a tecnologia aplicada ao atendimento médico poderá trazer para a população, bem como os desafios que sua implantação causa e os limites éticos e jurídicos para que se realize de forma responsável e eficiente ao paciente.

Segundo a coordenadora do Programa, Temis Chenso Rabello Pedroso, professora do Departamento de Direito Privado (CESA), o Conselho Federal de Medicina (CFM) está em processo de regulamentação e regulação da telemedicina – algo que já vinha acontecendo e a pandemia da Covid-19 mostrou urgência na aplicação.

Temis afirma que são vários pontos a serem considerados para a regulação da telemedicina. “Ao mesmo tempo que propicia possibilidade incríveis, alcance de consultas e prescrição a distância, em locais muitas vezes sem acesso, por outro lado, se não for feito com cautela, segurança e responsabilidade pode ocasionar prejuízos irreparáveis aos usuários e, sem dúvida, possibilidade de fraudes, inclusive por pessoas que nem se quer sejam médicos”, explica.

A preocupação atinge várias áreas envolvidas, especialmente a comunidade médica e a jurídica. Para a professora, a área do Direito precisar estar preparada e orientada para auxiliar a comunidade médica, no sentido de instruir e delimitar o que é permitido, como também para atuar quando isso ocorrer de maneira irresponsável.

Segundo Temis Chenso, a telemedicina traz muitas novidades. Confira o áudio.

Programação – Para discutir a temática, o evento reúne participantes que estão envolvidos na implantação, uso e estabelecimento das novas regras para a Telemedicina. São eles: Leandro Dihel, professor do Departamento de Clínica Médica da UEL (CCS), vice-coordenador do colegiado do curso de Medicina e vice-coordenador do Núcleo de Telemedicina e telessaúde do Hospital Universitário (HU/UEL); Gina Schiavon, coordenadora do curso de Medicina da Universidade Estadual de Maringá (UEM); e Alcindo Cerci Neto, professor do Departamento de Clínica Médica (CCS) e conselheiro do CFM e do Conselho Regional de Medicina do Paraná (CRM-PR).

“O evento é uma grande oportunidade para toda comunidade, seja como médico, jurista e paciente que pode vir a utilizar desse tratamento, ainda mais na condição de pandemia que a gente se encontra”, afirma Temis Chenso.

Mais informações no perfil @direitoetecnologiauel.

pss professor uel
especializaçao pos uel
isenção vestibular uel
PSS-UEL
especializacao-uel-2022
isencao-vestibular-uel-2023
previous arrow
next arrow
Leia também