Receita Federal repassa R$ 580 mil em eletrônicos e equipamentos de saúde para a UEL

Receita Federal repassa R$ 580 mil em eletrônicos e equipamentos de saúde para a UEL

Itens serão utilizados em aulas práticas de cursos da área de saúde e setores que atendem o público.

Pedro Livoratti

Agência UEL


A Delegacia da Receita Federal de Londrina repassou oficialmente à UEL nesta quinta-feira (10) um lote de mercadorias apreendidas avaliado em R$ 581 mil que serão utilizados em aulas práticas de cursos da área de saúde e em setores para o atendimento ao público. O lote contém equipamentos eletrônicos, de informática, além de itens bem específicos utilizados em tratamentos odontológicos, como endomotores e câmera intraoral. Este é o segundo repasse da Receita Federal para a UEL nos últimos 10 meses.

Em agosto passado, a RF destinou um lote avaliado em R$ 961,5 mil em equipamentos como telefones celulares e notebooks que foram utilizados para reforçar as aulas remotas dos estudantes de graduação. Segundo o reitor em exercício, professor Décio Sabbatini Barbosa, a doação é importante porque, em plena pandemia, a Universidade tem acesso a equipamentos de saúde que serão utilizados em aulas dos cursos de Medicina, Odontologia e Fisioterapia, por exemplo. Outros equipamentos de informática, imagem e eletrônicos serão repassados a unidades da UEL para melhorar o atendimento ao público.

“Essa ação da Receita Federal abrevia muito o processo que temos de lançar mão para aquisição de equipamentos. Entendemos que é uma destinação importante ligada à educação”, afirmou o reitor em exercício.

O reitor em exercício Décio Sabbatini Barbosa e o Delegado da Receita Federal, Reginaldo Cezar Cardoso, durante entrega do lote, na Sala dos Conselhos (Campus Universitário).

O Delegado da Receita Federal, Reginaldo Cezar Cardoso, explicou que a instituição procura direcionar a doação de mercadorias apreendidas para entidades como a UEL pela importância da atividade, ligada à educação e formação de mão de obra especializada. Ele afirmou que para a RF, é importante demonstrar a destinação destas mercadorias para que o contribuinte e o próprio mercado se sintam protegidos.

Mercadorias – Ele informou que no ano passado a Delegacia de Londrina realizou a apreensão de o equivalente a R$ 48 milhões em produtos fruto de contrabando e de descaminho. Somente nos primeiros seis meses de 2021, já foram apreendidos o equivalente a R$ 20 milhões. “Nós trabalhamos com cruzamento de dados para chegar ao grande contrabandista, aquele que causa o prejuízo em larga escala”, detalhou. Segundo o delegado, as mercadorias mais contrabandeadas são cigarros, aparelhos celulares e eletrônicos.

Leia também

Livro homenageia professora e pesquisadora de Estudos da Linguagem

A professora Esther Gomes de Oliveira (Departamento de Letras Vernáculas e Clássicas/CLCH) foi homenageada por outros professores, pesquisadores e ex-orientandos com a publicação do livro “Dimensões e materialidades da argumentação: homenagem a Esther Gomes de Oliveira” (editora Pontes, Campinas/SP). Organizada pelos professores Lolyane Cristina Guerreiro de Oliveira, Roberta Maria Garcia Blasque, Antonio Lemes Guerra Junior […]


UEL FM apresenta “Preta Voz”, série que integra campanha contra racismo

A UEL FM integra a campanha “UEL na Luta contra o Racismo”, lançada oficialmente semana passada, com uma série de entrevistas especiais intitulada “Preta Voz”, produzida e apresentada pela jornalista Janaína Ávila. A série, de cinco programas, traz perfis de profissionais pretos mostrando a potência e o talento em suas áreas de atuação. O primeiro […]


SETI, Fundação Araucária e UEL apresentam Arranjo de Pesquisa e Inovação com foco na Biodiversidade 

A Secretaria Estadual de Ciência Tecnologia e Ensino Superior (SETI) juntamente com a Fundação Araucária e a UEL apresentaram nesta terça-feira (28) o Novo Arranjo de Pesquisa e Inovação (NAPI) Biodiversidade: Recursos Genéticos e Biotecnologia que tem o objetivo de integrar grupos com foco na diversidade ambiental e na redução dos impactos das mudanças climáticas. […]


Capacita DCNT passa para fase de formação de profissionais

Capacita DCNT, um projeto cujo título original é “Formação de gestores e profissionais de saúde da APS (Atenção Primária à Saúde) do Estado do Paraná no enfrentamento das doenças crônicas não transmissíveis: análise de efetividade a partir de abordagem quali-quantitativa”, teve abertura oficial na sexta-feira, dia 24, no Anfiteatro do HU. Trata-se da segunda etapa […]