Professora integra grupo que organizou dicionário com verbetes da filósofa Hannah Arendt

Professora integra grupo que organizou dicionário com verbetes da filósofa Hannah Arendt

Glossário que reúne 51 vocábulos e tem 452 páginas será lançado dia 23, às 18 horas, em São Paulo.

publicado por

Agência UEL


A professora Maria Cristina Müller, do Departamento de Filosofia/Centro de Letras e Ciências Humanas (CCH), é uma das organizadoras da obra Dicionário Hannah Arendt (Editora Almedina, 2022, 452 páginas).  Em formato de glossário, o livro resgata palavras, termos próprios e vocábulos fundamentais do trabalho filosófico produzido pela pensadora do século XX. A obra será lançada dia 23 de março, às 18 horas, na Livraria Martins Fontes, localizada em São Paulo. 

O dicionário reúne 51 verbetes, redigidos por diversos estudiosos da produção literária da autora, que esclarecem conceitos como liberdade, totalitarismo, alienação, poder, revolução, direitos humanos e educação. Como explica Maria Cristina Müller, líder do Grupo de Pesquisa do CNPq Hannah Arendt e a Filosofia Política Contemporânea, os verbetes esclarecem uma variedade de conceitos que costumam aparecer, muitas vezes sem embasamento, nas discussões políticas atuais. 

Obra tem 442 páginas e traz 51 verbetes.

Organização – A obra é organizada também pelos professores Adriano Correia, da Universidade Federal de Goiás (UFG), Odilio Alves Aguiar, da Universidade Federal do Ceará (UFC), e Antonio Glauton Varela Rocha, do Centro Universitário Católico de Quixadá (UniCatólica). Após o evento deste mês, serão realizados lançamentos regionais do dicionário em Londrina, Fortaleza e Goiânia, cidades dos quatro organizadores. 

O Dicionário Hannah Arendt já pode ser adquirido no site da Editora Almedina e da Amazon.

banner mestrado
banner-03
previous arrow
next arrow
Leia também