Docentes da UEL participam ações de conscientização sobre a doença de Alzheimer

Docentes da UEL participam ações de conscientização sobre a doença de Alzheimer

Diversas lives e cursos serão promovidos neste mês mundial do Alzheimer.

Vitor Struck

Agência UEL


Principal enfermidade relacionada à perda da memória, orientação, atenção e capacidade de se comunicar, a doença de Alzheimer poderá acometer até 156 milhões de pessoas em todo o mundo até 2050. A previsão foi feita em um estudo publicado em janeiro deste ano na revista The Lancet, que estima um crescimento dos atuais dois milhões para seis milhões de casos entre brasileiros no mesmo período. Dedicado à conscientização e à divulgação de informações de qualidade sobre o manejo de pessoas diagnosticadas com esta e outras demências, o mês de setembro contará com lives e cursos promovidos por atores envolvidos nesta luta e que recebem o apoio da Universidade Estadual de Londrina (UEL). 

Docente do Departamento de Enfermagem da UEL (CCS) e membro do Grupo de Estudos sobre o Envelhecimento (GESEN), Mara Solange Gomes Dellaroza é uma das convidadas da live “Vamos conversar sobre Alzheimer: juntos podemos fazer muito”, que será realizada na noite desta quinta-feira (1º), às 19h30, no Facebook da Federação Brasileira das Associações de Alzheimer (Febraz). A live terá como mediadora a presidente da entidade, Elaine Mateus, professora e pesquisadora na área de Linguística Aplicada, no Departamento de Letras Estrangeiras Modernas (CLCH).

Também farão parte do evento a enfermeira e pesquisadora na área de demência e cuidados de longa duração, Débora Oliveira; a gerente de Assuntos Corporativos da Biogen, Carolina Cavanha; e a secretária bilíngue da Febraz, Maria Célia de Oliveira. 

Alzheimer

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa progressiva, que provoca alteração das funções cognitivas relacionadas à memória, orientação, atenção e linguagem. O quadro se desenvolve a partir da morte de neurónios, aprofundando o processo de desaparecimento das sinapses, ou seja, as ligações entre estas células nervosas. Embora as causas ainda sejam desconhecidas, estudos sugerem que fatores genéticos e a ausência de hábitos saudáveis contribuem para o aparecimento dos sintomas. 

Formação 

Como parte das ações do Mês Mundial do Alzheimer, a Febraz vai lançar o “Zelar: Programa de educação e apoio na doença de Alzheimer e outras demências”. Totalmente gratuito, o programa dá acesso a um conteúdo sensível às questões psicossociais e afetivas para lidar com os desafios ocasionados pela demência.

Desenvolvido por profissionais de diversas áreas da saúde, como Geriatria, Gerontologia, Clínica Médica, Cuidados Paliativos, Neurologia, Nutrição, Psicologia, Direito, entre outras, o Zelar surge como resposta às necessidades de familiares e da comunidade em geral por informações de qualidade, trazendo um olhar centrado nos pacientes.

O conteúdo do Programa Zelar vai ser disponibilizado no endereço www.zelar.febraz.org.br/, e poderá ser acessado entre os dias 5 de setembro de 2022 e 30 de agosto de 2023. 

Após realizada a inscrição, a secretaria do programa enviará um e-mail com as instruções de acesso ao Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). Os participantes receberão certificado de conclusão do programa emitido pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), desde que tenham realizado ao menos 75% das atividades propostas. 

Em caso de dúvidas, os interessados podem entrar em contato com a Febraz no e-mail zelar.secretaria@gmail.com

Febraz

A Febraz – Federação Brasileira das Associações de Alzheimer foi fundada em 1996 e, desde então, é membro ativo da Alzheimer Disease International (ADI), uma entidade com sede em Londres que congrega mais de 100 outras organizações ao redor do mundo.

vestibular UEL 2023 inscrição
vestibular UEL 2023 inscrição
Vestibular-2023-uel
Vestibular-2023-uel
previous arrow
next arrow
Leia também